Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês

Valbuena abre o jogo sobre chantagem de Benzema: ‘Não faria isso nem com meu pior inimigo’

Atacante do Lyon não desconfiava do companheiro até ser informado sobre escutas telefônicas comprometedoras. Caso de extorsão envolve vídeo erótico

Por Da Redação - 27 nov 2015, 10h15

O jogador francês Mathieu Valbuena falou pela primeira vez sobre o ainda obscuro caso de chantagem do qual foi vítima. O atacante do Lyon admitiu ter ficado decepcionado com o companheiro de seleção Karim Benzema, investigado por participação no esquema envolvendo um vídeo erótico. Valbuena disse que não acreditava na participação de Benzema no caso até ser informado sobre escutas telefônicas que comprometem o atacante do Real Madrid.

Na ligação, à qual a emissora francesa Europe 1 teve acesso, Benzema e um amigo de infância riem ao falar do caso de chantagem e o atacante do Real Madrid confessa ter aconselhado o companheiro a pagar os criminosos. “Obviamente, fiquei mais decepcionado. Seus comentários refletem uma total falta de respeito. Eu respeito todo mundo, mas agora eu me sinto um idiota. Eu não posso defender o indefensável. Não faria isso nem com meu pior inimigo”, desabafou Valbuena ao jornal Le Monde, sobre as escutas telefônicas.

Leia também:

Gravação obtida por emissora francesa compromete Benzema em caso de chantagem

Publicidade

Suspeito de chantagem, Benzema volta a treinar e recebe apoio do Real Madrid

Detido, Benzema admite envolvimento em chantagem com vídeo erótico

Valbuena explicou que Benzema tentou convencê-lo a entrar em contato com os criminosos por meio de um intermediário “muito confiável e sério” – provavelmente o amigo com quem foi flagrado em conversa telefônica – apesar de não ter falado sobre valores. “Ele não foi agressivo em sua forma de falar, não falou de dinheiro de forma concreta, mas disse para eu me encontrar com uma pessoa. Indiretamente, isso quer dizer que ele queria que eu pagasse para destruir o vídeo”, afirmou Valbuena. “Não sou tão ingênuo de pensar que alguém destruiria o vídeo gratuitamente.”

O ex-jogador Djibril Cissé também foi investigado por participação no caso e chegou a ser detido, mas foi liberado após prestar esclarecimentos. Segundo Valbuena, Cissé é inocente. “A diferença entre eles é que Cissé nunca pediu para eu me encontrar com alguém.” O nome de Samir Nasri, do Manchester City e da seleção francesa, também aparece nas investigações, segundo o jornal.

Publicidade

Valbuena afirmou que “a relação com Benzema não é tão sincera como pensava”, mas disse que aguardará a conclusão das investigações antes de acusar o companheiro de traição. O jogador do Lyon foi convocado a prestar novo esclarecimento à Justiça francesa em 20 de novembro. Benzema foi indiciado por “cumplicidade em tentativa de chantagem”, além de ser obrigado a manter distância de Valbuena. De acordo com fontes próximas à investigação, o atacante do Real Madrid confessou durante sua detenção que deveria “servir de intermediário” nas negociações.

A medida ainda impede que a seleção francesa possa contar com os dois jogadores. Recentemente, o técnico Didier Deschamps não convocou nenhum dos dois: Benzema porque estava machucado e Valbuena por “não apresentar condições psicológicas ideais no momento”.

(Da redação)

Publicidade