Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

UFC 198: Minotouro e Demian fazem Arena da Baixada tremer

As sete primeiras lutas do megaevento em Curitiba terminaram com vitórias brasileiras

O card preliminar deu a nota do UFC 198: com a Arena da Baixada, em Curitiba, completamente lotada, no primeiro evento do UFC em um estádio de futebol do país, foram realizadas sete boas lutas na parte inicial do megaevento na noite deste sábado. O momento de maior destaque foi o nocaute espetacular de Rogério Minotouro sobre o americano Patrick Cummins, que fez tremer as arquibancadas do estádio do Atlético-PR. Francisco Massaranduba também levantou a torcida na melhor luta da primeira parte e Demian Maia fechou a série finalizando o americano Matt Brown e cobrando do UFC uma oportunidade para lutar pelo cinturão dos meio-médios. Todas as lutas do card preliminar foram vencidas por brasileiros.

Apesar do intenso frio na capital paranaense, a torcida esteve animada. A primeira luta começou às 19h30, quando muitas pessoas ainda chegavam ao estádio, mas o clima de megashow teve início já na segunda luta. O ápice veio na terceira, de Rogério Minotouro. Ao subir no octógono, o veterano de 39 anos já recebeu uma grande ovação da torcida – potencializada pela acústica do único estádio de futebol coberto do Brasil. Minotouro acertou um cruzado de esquerda no queixo de Cummins, que ficou desnorteado, logo no início do duelo.

Leia também:

UFC 198: em imagens, o clima do evento num estádio de futebol

UFC nocauteia a crise e faz seu maior evento no Brasil

UFC 198: pesagem levanta Arena da Baixada

O brasileiro ainda acertou uma impressionante sequência de golpes até que o árbitro interrompesse o duelo com 4m52s do primeiro round. O nocaute, o primeiro de Minotauro desde que venceu Tito Ortiz em 2011, levantou o público no estádio do Atlético-PR. Minotouro vinha de duas derrotas consecutivas, para Anthony Johnson e Maurício Shogun e se emocionou com o apoio do público. Ele não descartou realizar duelos de maior peso no futuro. “Luto com quem o Dana White quiser”, disse, depois de agradecer a torcida e sua equipe, a Team Nogueira. Seu irmão, Rodrigo Minotauro, acompanhou a luta na primeira fila e também foi muito celebrado no momento em que apareceu no telão.

Na luta mais importante do card preliminar, Demian Maia confirmou seu bom momento e conquistou sua quinta vitória seguida, diante de Matt Brown. O paulista de 38 anos conseguiu impor sua estratégia de evitar a trocação e mostrou toda a sua técnica de jiu-jitsu. A finalização só veio no terceiro round, com um mata-leão, depois de diversas tentativas. Demian, que havia reclamado por ter sido “rebaixado” para o card preliminar, cobrou abertamente uma chance para conquistar o cinturão que pertence a Robbie Lawler. “Estou preparado para o título e vou pedir a ajuda de toda a comunidade do jiu-jitsu. Peçam para eu lutar pelo título nas redes sociais. Esse é meu sonho”, declarou Demian, muito aplaudido pelo público – que ainda provocou Matt Brown ao mostrar o dedo do meio (repetindo gesto feito pelo americano em direção ao público na pesagem).

A melhor luta do card preliminar foi a vitória de Francisco Massaranduba sobre o americano Yancy Medeiros por decisão unânime da arbitragem. O lutador piauiense massacrou o oponente durante toda a luta e o que mais impressionou foi como Medeiros conseguiu terminar o duelo em pé. Os seguidos socos de Massaranduba deixaram o oponente tonto e lavantaram o público mais uma vez. Em um momento menos agitado da luta, a torcida aproveitou para ofender a presidente afastada Dilma Rousseff. No fim, Massaranduba e Medeiros foram muito aplaudidos – o brasileiro pelo ótimo desempenho e o americano por sua resistência.

O carioca Thiago Marreta conseguiu sua quarta vitória consecutiva no UFC com tranquilidade, em mais um impiedoso nocaute, sobre o americano Nate Marquardt. Marreta acertou violentos chutes no início e finalizou o duelo com uma sequência de ganchos e socos. Ele se pendurou na grade do octógono e fez a festa da torcida. “Vocês estão dando show. Na casa do muai thay, eu tinha que vencer por nocaute”. Em seguida, ele disse que pretende receber a chance de enfrentar lutadores melhores na categoria peso-médio, como Michael Bisping, Derek Brunson e Robert Whittaker. “Parem de ignorar, estou chegando”, avisou.

O paranaense John Lineker também recebeu muito carinho do público ao lutar pela primeira vez em casa pelo UFC. O atleta de 25 anos dominou completamente o americano Rob Font em todos os rounds do duelo do peso-galo. Lineker acertou uma sequência de socos que enlouqueceu a torcida e provocou os conhecidos gritos de “vai morrer”. Com tranquilidade, o brasileiro venceu por decisão unânime da arbitragem.

Em duelo de brasileiros pelo peso-meio-médio, o mato-grossense Luan Chagas e o paulista Serginho Moraes fizeram um empolgante combate que terminou empatado na avaliação dos juízes. Chagas, de 22 anos, aceitou participar do evento 14 dias antes, no lugar do nigeriano Kamaru Usman, e foi muito bem. No primeiro round, acertou um chute direto na cabeça de Serginho, que ficou baleado. Nos dois rounds seguintes, porém, Serginho, tetracampeão mundial de jiu-jitsu, causou problemas ao rival 11 anos mais jovem, com seu jogo de chão. Os dois ainda trocaram bons golpes e Chagas conseguiu escapar da finalização. No fim, o empate, tão incomum em lutas, estranhou a todos.

Na primeira luta da noite, o brasiliense Renato Moicano venceu o russo Zubaira Tukhugov por decisão dividida da arbitragem, em uma luta bastante equilibrada. O atleta de 26 anos segue invicto em 11 lutas na carreira e ganhando espaço na categoria peso-pena. Ele pediu desculpas por ter se esforçado mais em evitar o bom jogo de chão do rival do que propriamente em atacá-lo. “Peço um pouco de paciência da torcida, ainda vou mostrar que sou muito melhor”, disse Moicano.

Resultados do Card preliminar do UFC 198, em Curitiba:

Peso-meio-médio: o brasiliro Demian Maia venceu o americano Matt Brown por finalzação

Peso-médio: o brasileiro Thiago Marreta venceu o americano Nate Marquardt por nocaute

Peso-leve: o brasileiro Francisco Massaranduba venceu o americano Yancy Medeiros por decisão unânime da arbitragem

Peso-galo: o brasileiro John Lineker venceu o americano Rob Font por decisão unânime

Peso-meio-pesado: o brasileiro Rogério Minotouro venceu o americano Patrick Cummins por nocaute

Peso-meio-médio: o brasileiro Serginho Moraes empatou com o brasileiro Luan Chagas

Peso-pena: brasileiro Renato Moicano venceu o russo Zubaira Tukhugov por decisão dividida da arbitragem

Member of The Internet Defense League