Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

UFC 194: José Aldo encara McGregor na luta mais esperada do ano

Duelo que deveria ter ocorrido em julho, mas foi adiado por lesão do brasileiro, vale o título unificado dos penas e foi cercado por ofensas de ambos os lados

O tão esperado duelo valendo a unificação do cinturão peso-pena do UFC finalmente irá acontecer. Na madrugada deste sábado, o brasileiro José Aldo, campeão da categoria até 65.8 quilos, enfrentará o irlandês Conor McGregor na luta principal do UFC 194, em Las Vegas, nos Estados Unidos. A luta, promovida de forma incansável pela organização e cercada por ofensas de ambos os lados, estava prevista para ocorrer em 11 de julho, mas uma lesão de última hora na costela de Aldo obrigou o chefe Dana White a adiar o confronto, apontado como o mais importante do ano. O evento desta noite ainda terá outra grande luta valendo título: o americano Chris Weidman, campeão peso-médio, enfrenta o compatriota Luke Luke Rockhold, na segunda luta mais importante da noite.

O combate entre Aldo e McGregor gerou enorme expectativa por vários motivos. O brasileiro, líder do ranking peso por peso (entre todas as categorias do UFC), está invicto no UFC e carrega o cinturão dos penas desde 2011. No entanto, o irlandês McGregor agitou a categoria nos últimos anos, tanto por suas vitórias, quanto por sua excentricidade. Desde sua estreia no UFC, em 2013, o atleta de 27 anos venceu todas as suas seis lutas e recebeu o prêmio de melhor performance da noite em três delas. Na última, a luta que substituiu o duelo contra Aldo, venceu o americano Chad Mendes por nocaute técnico e levou o cinturão interino da categoria. Agora, McGregor terá a chance de conquistar efetivamente o título e provar que todas as ameaças que fez contra Aldo nos últimos meses não passaram de conversa fiada.

Leia também:

UFC: Irlandês rouba cinturão de Aldo em Dublin e quase sai briga

UFC: Thiago Silva pede que José Aldo derrube McGregor

UFC: Aldo diz que irlandês falastrão se dopa e ouve resposta irônica

Provocações – O duelo entre Aldo e McGregor foi apimentado por discussões e xingamentos entre os lutadores, em eventos em vários países, ao longo de um ano e meio. A turnê promocional do duelo passou por Rio de Janeiro, Los Angeles, Las Vegas, Nova Iorque, Boston, Toronto, Londres e Dublin – sempre com muita controvérsia e até ameaças de morte. McGregor diversas vezes desrespeitou Aldo e o Brasil e o lutador amazonense chegou a admitir que tinha vontade de agredir o irlandês nos compromissos publicitários.

Até o zagueiro Thiago Silva, do Paris Saint-Germain, telefonou a José Aldo e pediu para o amigo derrubar McGregor, em flagra divulgado pelo UFC. Na época, o campeão respondeu dizendo que iria “arrancar a cabeça” do rival. Mas a rivalidade chegou ao ápice no fim de março, durante evento em Dublin, a cidade natal de McGregor. Apoiado por uma multidão de fãs enlouquecidos, o irlandês chegou a “roubar” o cinturão de Aldo e iniciar uma acalorada discussão, com direito a empurrões e xingamentos.

A animosidade entre os lutadores parecia ter dimunuído um pouco nos últimos meses. Aldo, que geralmente se irritava com as declarações do falastrão irlandês, entrou na brincadeira em sua chegada a Las Vegas. “É como se o McGregor trabalhasse pra mim. Ele promove as lutas e me ajuda a ganhar dinheiro”, disse, em vídeo disponibilizado no canal do UFC. McGregor, porém, seguiu confiante e prometeu acabar com a luta no primeiro round. “Vou pressioná-lo e acertar cada um de seus membros. Joelho, o calcanhar, cotovelo. Vou ser como um fantasma para Aldo. Vou provar que sou o número 1”, disse o “notório”, como é apelidado, em entrevista coletiva na quarta-feira.

No entanto, na pesagem desta sexta-feira, o clima pesou novamente. No aguardado momento da encarada, Aldo imitou a pose que McGregor fez no evento do início da semana e chegou a tocar no rosto do rival. O chefão Dana White foi obrigado a intervir para evitar maiores problemas.

Conor McGregor toma o cinturão de José Aldo durante evento do UFC na Irlanda

Conor McGregor toma o cinturão de José Aldo durante evento do UFC na Irlanda (/)

Outras lutas – Na outra grande luta da noite, Chris Weidman, o homem que destronou Anderson Silva, colocará mais uma vez à prova a sua invencibilidade no MMA. O campeão dos médios enfrentará o também americano Luke Rockhold, que vem de vitória sobre o brasileiro Lyoto Machida. Pela mesma categoria, o brasileiro Ronaldo Jacaré enfrentará o cubano Yoel Romero e, se vencer, se credenciará para enfrentar o vencedor do duelo entre Weidman e Rockhold pelo cinturão. Atualmente, apenas os dois estão à frente do brasileiro no ranking da categoria até 84 quilos.

Outros quatro brasileiros subirão ao octógono neste sábado. Demian Maia enfrentará o islandês Gunnar Nelson, ainda no card principal. Na fase preliminar, três duelos entre Brasil e Estados Unidos: Warlley Alves x Colby Covington, Léo Santos x Kevin Lee e Márcio Lyoto x Court McGee. O evento começa às 22h (de Brasília) e a luta principal está prevista para depois das 2h. A Rede Globo transmitirá o duelo de Aldo meia hora depois do fim da luta.

UFC 194 – 11 de dezembro de 2015, Las Vegas (EUA)

Card Principal:

Peso-pena: José Aldo x Conor McGregor

Peso-médio: Chris Weidman x Luke Rockhold

Peso-médio: Ronaldo Jacaré x Yoel Romero

Peso-meio-médio: Demian Maia x Gunnar Nelson

Peso-pena: Max Holloway x Jeremy Stephens

Card preliminar:

Peso-galo: Urijah Faber x Frankie Saenz

Peso-palha: Tecia Torres x Jocelyn Jones-Lybarger

Peso-meio-médio: Warlley Alves x Colby Covington

Peso-leve: Léo Santos x Kevin Lee

Peso-leve: Joe Proctor x Magomed Mustafaev

Peso-leve: John Makdessi x Yancy Medeiros

Peso-meio-médio: Márcio Lyoto x Court McGee

(da redação)

Member of The Internet Defense League