Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Uefa descarta Platini e escolhe secretário-geral como candidato europeu à Fifa

O italiano Gianni Infantino foi o escolhido para disputar a presidência da FIfa e substituir o francês, que cumpre suspensão de 90 dias por ser alvo de investigação

No último dia de confirmação de candidatura à presidência da Fifa, a Uefa anunciou nesta segunda-feira que seu secretário-geral, o italiano Gianni Infantino, será o candidato europeu nas próximas eleições da entidade máxima do futebol, descartando o até então candidato e atual presidente da entidade Michel Platini, que foi, há algumas semanas, suspenso de seu cargo por 90 dias devido a uma investigação de uma transação suspeita em que recebeu 2 milhões de francos suíços (cerca de 8 milhões de reais) dos cofres da Fifa, em 2011. Com a sanção, Platini voltaria só em janeiro, no entanto, as investigações ainda podem ser prorrogadas por mais alguns meses e, assim, a Uefa não teria um candidato próprio a tempo de participar das eleições de 26 de fevereiro.

Escolha de sede da Copa de 2006 teria sido comprada pela Alemanha, afirma revista

Banido, sul-coreano acusa Blatter de golpe e compara Fifa ao Titanic

Suspensões abalam eleição na Fifa e abrem espaço para Zico

Concorrência – O xeque Salman ben Ibrahim Al-Khalifa, presidente da Confederação Asiática de Futebol (AFC), apresentou nesta segunda-feira sua candidatura à presidência da Fifa. Ele é o sexto candidato na disputa, que já tem, além do candidato da Uefa anunciado nesta segunda-feira, o sul-africano Tokyo Sexwale, o príncipe jordaniano Ali Hussein, o francês Jérôme Champagne, ex-secretário-geral da Fifa, e David Nakhid, de Trinidad e Tobago. O candidato brasileiro Zico chegou a lançar campanha de candidatura ao pleito, mas não obteve o apoio necessário de pelo menos cinco federações.

(Com Agências EFE e France-Prèsse)

Member of The Internet Defense League