Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Tite proíbe caneleiras para fazer do Corinthians ‘campeão da disciplina’

Líder do Brasileirão, equipe paulista sofreu com o excesso de expulsões no início do ano, mas se tornou uma das equipes menos violentas do país

Líder do Campeonato Brasileiro a dez rodadas do fim, o Corinthians busca outra conquista além do hexacampeonato: o troféu de time mais disciplinado do país. O técnico Tite ficou incomodado com os cartões que atrapalharam a equipe no início da temporada e, há vários meses, exige maior controle emocional dos atletas e a redução do número de faltas cometidas. E para implantar a lealdade no grupo, o treinador gaúcho adotou um método curioso: a abolição das caneleiras nos treinos.

“Isso é pensado pelo Tite. Desde que assumiu o time, na pré-temporada nos Estados Unidos, ele pediu para a gente treinar forte, mas sem chegar por cima nas divididas. Assim, ninguém se machuca. A gente não põe as caneleiras por isso”, revelou o zagueiro Gil na quarta-feira.

Leia também:

Corinthians amplia vantagem, mas tenta controlar euforia

Odebrecht encerra atividades no Itaquerão e preocupa Corinthians

Torcedor que foi à Itaquera em cama de UTI emociona elenco do Corinthians

A estratégia de Tite surtiu efeito, já que o Corinthians é o time que menos recebeu cartões amarelos no Campeonato Brasileiro: 48, empatado com o Sport. É também o vice-líder em cartões vermelhos, com apenas dois, atrás de Grêmio e Sport que só tiveram um jogador expulso. O lateral direito Fagner foi expulso na derrota por 1 a 0 para o Santos, em 20 de junho, e o zagueiro Felipe no empate por 1 a 1 com o São Paulo, em 9 de agosto. O time paulista também só é menos disciplinado que o Sport no número de faltas cometidas: 313 a 317.

No início do ano, ao contrário, o descontrole e a violência causavam inquietação no Corinthians. Na campanha da Libertadores, o time teve os atacantes Emerson Sheik e Paolo Guerrero suspensos após serem expulsos e, no dia da eliminação para o Guaraní do Paraguai, Jadson e Fábio Santos receberam cartão vermelho após entradas duras. No Paulistão, o goleiro Cássio também foi expulso, em clássico contra o Palmeiras, por retardar dois tiros de meta (a famosa “cera”). Tite chegou, inclusive, a repreender o elenco publicamente em função do excesso de expulsões.

Para ser líder também em disciplina no Brasileirão, o Corinthians tenta se adaptar à nova recomendação da CBF e se contém nas queixas com os árbitros, alvos de duras críticas no Brasileiro. “O Tite sempre fala para a gente não reclamar. Ele nos policia bastante”, observou Gil.

(Com Gazeta Press)

Member of The Internet Defense League