Clique e assine com 88% de desconto

Tevez quebra o maxilar de goleiro em dividida

Atacante do Boca Juniors provocou duas graves lesões em rivais em cinco meses

Por Da Redação - 22 fev 2016, 11h07

O atacante Carlitos Tevez não é um jogador violento – pelo contrário, é ele quem costuma sofrer com a truculência dos adversários – mas já lesionou gravemente dois atletas em seu retorno à Argentina. Neste domingo, o ídolo do Boca Juniors quebrou o maxilar do goleiro Ezequiel Unsain, do Newell’s Old Boys, em uma dividida forte na Bombonera. Cinco meses antes, Tevez já havia quebrado a perna de um atleta do Argentinos Juniors com uma entrada duríssima.

Leia também:

Irrecusável? Tevez rejeita proposta de quase R$ 100 milhões da China

Tevez visita rival fraturado no hospital para pedir perdão

Continua após a publicidade

Agente nega retorno de Tevez ao Corinthians: ‘Não é verdade’

Tevez não teve culpa desta vez. O ex-jogador do Corinthians puxou um contra-ataque e chutou para defesa do goleiro, antes do choque. O joelho de Tevez, então, acertou em cheio o rosto de Unsain, que imediatamente foi ao chão e teve que ser substituído. O Newell’s informou que o goleiro foi operado com sucesso e precisará de cerca de 45 dias de recuperação. O Boca Juniors venceu a partida por 4 a 1, com um gol de Tevez.

O camisa 10 do Boca Juniors havia se envolvido em confusão semelhante em setembro. Tevez entrou com muita força em uma dividida e acertou os cravos da chuteira direto na canela do jovem Ezequial Ham, do Argentinos Juniors, que fraturou a perna em uma cena chocante.

Na ocasião, Tevez foi até o hospital para visitar Ham e pedir desculpas pela entrada violenta. O lance foi bastante discutido no Argentina, mas Tevez escapou de punição pois a federação argentina considerou que não havia como comprovar a “má intenção” de Tevez. De qualquer forma, o diário Olé advertiu o jogador nesta segunda-feira. “Cuidado, Carlitos”, foi o título de um artigo recordando as duas lesões causadas pelo craque.

Continua após a publicidade
Diário Olé pede cuidado a Tevez depois das lesões de Ham e Unsain VEJA

(da redação)

Publicidade