Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Terrorismo é uma preocupação para a Fifa, diz Infantino

A poucos meses da Eurocopa na França, ataques no continente alarmam a entidade

De passagem pela América do Sul, o novo presidente da Fifa, Gianni Infantino, declarou nesta terça-feira em Montevidéu que ameaças terroristas preocupam a entidade. “Claro que o terrorismo é uma preocupação. Espero e esperamos todos que o terrorismo acabe no mundo e no futebol também. Não temos a ambição de solucionar os problemas do mundo, mas sim de organizar festas de futebol”, enfatizou o dirigente suíço em coletiva de imprensa na capital uruguaia, após visitar o Museu do Futebol do mítico estádio Centenário.

“Queremos organizar o futebol sem falar de política, violência ou religião, e dar um pouco de vida às pessoas, para que esqueçam os problemas do dia a dia”, continuou Infantino, que realiza uma turnê pela América do Sul que o levou ao Paraguai e ao Uruguai e que ainda passará por Bolívia e Colômbia na quinta-feira. As ameaças terroristas vem dominando o noticiário esportivo a medida que a Eurocopa da França se aproxima.

Euro – O Stade de France, local da final da Euro, escapou por pouco de um ataque a bomba no dia dos atentados de 13 de novembro na capital francesa. Em amistoso entre França e Inglaterra, explosões do lado de fora foram ouvidas durante a partida, e os jogadores e torcedores ficaram presos no estádio ao término do encontro. Na semana passada, novos ataques em Bruxelas, na Bélgica, causaram o cancelamento de uma partida da equipe belga e reafirmou a preocupação da Uefa com o terrorismo no continente.

O vice-presidente do Comitê Executivo da Uefa, Giancarlo Abete, garantiu a realização do evento, mas admitiu a possibilidade de os jogos serem realizados sem presença de torcida. “É um torneio que não pode ser adiado, mas não podemos excluir a possibilidade de que seja jogado com portões fechados, já que há chance de ocorrer ataques terroristas”, afirmou o dirigente, ao jornal britânico The Sun. A Eurocopa acontece entre 10 de junho a 10 de julho.

Leia também:

Por risco de atentado, amistoso entre Espanha e Bélgica é cancelado

Hotel da seleção alemã em Paris é evacuado por ameaça de bomba

Meia da Argentina perdeu 2 amigos nos ataques em Paris

(com AFP)