Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Temporal adia jogo entre Brasil e Argentina em Buenos Aires

Partida válida pelas Eliminatórias será realizada nesta sexta-feira

As fortes chuvas que atingiram a cidade de Buenos Aires nesta quinta-feira forçaram o adiamento do clássico entre Argentina e Brasil que estava marcado para as 22h de Brasília de hoje (21h no horário da capital argentina), no estádio Monumental de Núñez. O duelo foi suspenso uma hora antes de seu começo e remarcado para esta sexta-feira.

“Partida suspensa devido às intensas chuvas. Será disputada amanhã às 21h no Monumental”, informou a conta da seleção argentina no Twitter. “O bom senso prevaleceu. Não é possível jogar, é só ir ao gramado para vez. Seria ruim para os jogadores”, disse em entrevista coletiva o diretor da Associação Argentina de Futebol (AFA), Juan Carlos Crespi. “É preciso cuidar dos jogadores. Choveu muito e muito rápido”, acrescentou o vice-presidente da entidade, Rodolfo D’Onofrio.

No momento em que os dirigentes decidiram adiar a partida, as arquibancadas do Monumental de Núñez estavam praticamente vazias. Milhares de torcedores não conseguiram chegar ao estádio porque as ruas do entorno ficaram alagadas. A expectativa era de público superior a 55 mil pessoas. “Além da segurança dos atletas, tivemos a preocupação com o público, as pessoas que compraram ingresso. Jogar um Brasil x Argentina nessas condições seria uma tremenda maldade”, afirmou Gilmar Rinaldi, coordenador de seleções da CBF, Gilmar Rinaldi.

Os jogadores fizeram o trabalho de aquecimento e bateram uma bola nos vestiários com o preparador Fábio Mahseredjian e depois voltaram para o hotel. A AFA chegou a propor à CBF que o jogo fosse realizado nesta sexta-feira às 20 horas (horário de Brasília), mas a delegação brasileira optou por manter a partida na mesma hora desta quinta. “Escolhemos o mesmo horário porque deve chover até 12 horas. À noite, teremos um campo mais seco e as condições de jogo serão melhorares”, explicou Gilmar Rinaldi.

Tropeços – Para além da rivaliade, o clássico tem grande importância na campanha das duas seleções, que começaram mal as Eliminatórias. O time de Dunga perdeu para o Chile e venceu a Venezuela nas duas primeiras partidas e ocupa o quinto lugar, com três pontos. Já a Argentina de Tata Martino perdeu para o Equador em casa e empatou com o Paraguai em Assunção, o que a deixa apenas na sétima posição, com um ponto.

Para complicar a vida dos argentinos, o astro Lionel Messi ainda se recupera de uma lesão no joelho. Não é a única ausência: os atacantes Sergio Aguero e Carlos Tevez também se lesionaram e foram cortados. Cabe então a Neymar, seu inseparável amigo de Barcelona, o papel de protagonista da partida, que pode representar a recuperação ou a deflagração de uma enorme crise neste início de caminhada rumo à Copa da Rússia.

(Com Gazeta Press, EFE e Estadão Conteúdo)

Member of The Internet Defense League