Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Suspeito de chantagem, Benzema volta a treinar e recebe apoio do Real Madrid

Presidente do clube demonstrou "total confiança na inocência" do atacante, envolvido em escândalo sexual que tem o colega Valbuena como vítima

O atacante Karim Benzema, denunciado pelo Ministério Público francês por acusação de extorsão ao companheiro de seleção Mathieu Valbuena, foi liberado nesta quinta-feira depois de passar a noite detido em Versalhes, na França. Depois disso, Benzema ainda conseguiu comparecer ao treino do Real Madrid, onde foi recebido com total apoio do clube.

Um dos primeiros a recepcioná-lo foi o presidente Florentino Pérez, que deu caloroso abraço no centroavante. Além dele, o lateral-esquerdo Álvaro Arbeloa também fez questão de postar foto com o camisa 9 no Instagram, garantindo que todos estão ao lado do companheiro e acreditam nele “dentro e fora de campo”.

Detido, Benzema admite envolvimento em chantagem com vídeo erótico

Mas, como já era esperado por também estar em processo de recuperação após lesão, Benzema não foi convocado para a seleção francesa, que faz amistosos preparatórios à Eurocopa com Alemanha e Inglaterra na primeira quinzena de novembro. Valbuena também ficou de fora da lista – segundo o técnico Didier Deschamps, por não ter condições psicológicas de jogar futebol no momento.

O Real Madrid informou que Benzema deu sequência a sua recuperação física. O jogador, que se recupera de problema muscular, correu no gramado e fez exercícios com bola. Em nota, o presidente Florentino Pérez disse ter se reunido com o atleta, quando demonstrou “total apoio e confiança em sua inocência”.

Denúncia – Benzema se tornou réu na Justiça francesa por fazer parte de uma chantagem cujo alvo é Mathieu Valbuena. O jogador do Lyon acionou a Justiça recentemente para investigar um caso de chantagem que envolve um vídeo íntimo. Valbuena alega ter recebido uma ligação anônima quando se encontrava concentrado com a seleção francesa. Na ligação, uma pessoa cobrava o pagamento de 150.000 euros em troca da não divulgação na internet de um vídeo erótico em que o atleta apareceria com sua namorada.

O caso ganhou maior repercussão porque durante a investigação surgiram os nomes de Benzema e do ex-jogador Djibril Cissé, que chegou a ser detido, em escutas telefônicas. À Justiça, ele teria admitido a participação na chantagem, mas de forma “inconsciente”. Segundo a imprensa francesa, ele reconheceu ter “dialogado com Valbuena a pedido de um amigo de infância, que teria sido abordado por três bandidos que teriam posse de um vídeo sexual”, de acordo com fonte citada por jornais franceses.

“Benzema declarou ter concordado com seu amigo de infância sobre o que deveria dizer para que seu colega de seleção negociasse exclusivamente com ele.” O jogador teria afirmado ainda ter “querido ajudar seu amigo”, sem perceber que estaria participando de um esquema de chantagem contra Valbuena. Pelas leis francesas, Benzema pode pegar até cinco anos de prisão caso seja declarado culpado de chantagem e extorsão.

Valbuena, da França, durante o jogo contra a Nigéria no Mané Garrincha, em Brasília

Valbuena, da França, durante o jogo contra a Nigéria no Mané Garrincha, em Brasília (/)

(com Gazeta Press e Estadão Conteúdo)

Member of The Internet Defense League