Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

São Paulo tem seu pior público em uma década e acumula prejuízos no Paulista

Apenas 3.013 pagantes estiveram no Pacaembu na vitória sobre o Mogi Mirim pelo campeonato estadual. Presidente culpou má fase do time, chuva, horário e crise econômica

O difícil acesso ao Morumbi costuma ser apontado por torcedores do São Paulo como o principal motivo para as baixas médias de público do time nos últimos anos. No entanto, nem mesmo a mudança temporária para o Pacaembu aumentou o ânimo da torcida. Nesta terça-feira, apenas 3.013 pagantes acompanharam a vitória tricolor por 2 a 0, com gols de Rogério e Paulo Henrique Ganso, sobre o Mogi Mirim. Novamente com arquibancadas vazias, o São Paulo teve mais despesas do que lucro com a partida.

Segundo boletim financeiro divulgado pela Federação Paulista de Futebol (FPF) nesta quarta, a partida contra o Mogi gerou saldo negativo de 121.000 reais ao clube. Na semana passada, o São Paulo já havia ficado no vermelho, quando 3.333 torcedores acompanharam a vitória sobre o Novorizontino no Pacaembu, fechando a conta em 101.000 reais de prejuízo. Acumulado, o prejuízo das quatro partidas no Pacaembu foi de 189.000 reais para o São Paulo.

Leia também:

Derrota histórica e desabafo de cartola no Twitter abrem nova crise no São Paulo

Bauza defende Lucão e Ganso após nova derrota em clássico

Presidente do São Paulo admite que clube banca Carnaval e ingressos da torcida organizada

A despesa se explica não só pela baixa procura de ingressos mas também por gastos fixos com policiamento, funcionários, taxas pagas à FPF e principalmente o aluguel do estádio. Por lei, a prefeitura deve ficar com 15% da renda em partidas noturnas no Pacaembu, o que nesta terça-feira representou 32.800 reais dos 127.500 de renda bruta.

O público nesta terça-feira foi o menor do São Paulo como mandante nos últimos 11 anos. A última vez em que o clube jogou para menos de 3.000 torcedores foi em 2005, em jogo contra o Atlético-MG, no Morumbi, pelo Campeonato Brasileiro. A equipe ainda vai fazer outra partida no Pacaembu, que será no sábado, contra o São Bernardo, pelo Campeonato Paulista.

O Morumbi passa por uma reforma para a troca do gramado e também recebeu dois shows dos Rolling Stones na última semana. A previsão do São Paulo é retornar ao estádio no dia 13 de março, contra o Palmeiras, pelo Estadual.

Explicações – O presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, lamentou a ausência de torcedores e o rombo nas finanças. Segundo ele, vários fatores, incluindo a má fase do time – que estreou com derrota na fase de grupos da Libertadores -, contribuem para o desinteresse dos torcedores.

“Certamente a derrota para o The Strongest contribuiu, mas também o tempo chuvoso, os horários esquisitos que colocaram nossos jogos, a crise econômica, enfim, uma série de fatores. Mas esperamos que com uma melhora no nosso desempenho possamos recuperar o público”, disse Leco à Rádio Globo.

O time deve encerrar a passagem pelo Pacaembu com sete jogos, cinco pelo Estadual e outros dois já realizados pela Copa Libertadores. As duas partidas pela competição continental tiveram boa presença do público: 32.567 pagantes na partida contra o Cesar Vallejo, do Peru, e 27.168 contra o The Strongest.

(Da redação)

Member of The Internet Defense League