Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Rogério não se recupera e é vetado de último jogo oficial no Morumbi

Ídolo de 42 anos terá apenas mais um jogo, no Serra Dourada, para se despedir como profissional. No dia 11 de dezembro, haverá amistoso festivo no Morumbi

O goleiro Rogério Ceni não fará neste sábado sua última partida como jogador profissional do São Paulo no Morumbi. O departamento médico do clube comunicou que o jogador de 42 anos ainda sente fortes dores no tornozelo direito e não poderá atuar contra o Figueirense, naquela que seria sua última chance de se despedir oficialmente da torcida antes da aposentadoria. Uma partida festiva entre os campeões mundiais de 1992, 1993 e 2005 está agendada para o próximo dia 11 e marcará o adeus do ídolo.

Leia também:

Denis se inspira em Ceni e cogita bater faltas no futuro

Presidente do São Paulo critica jogadores: ‘Nem todos estão comprometidos’​

Organizada do São Paulo protesta após 6 a 1. Diretoria e atletas admitem vergonha

Nesta sexta-feira, Ceni não apareceu nos gramados do centro de treinamento da Barra Funda e deu sequência aos trabalhos de fisioterapia. O capitão tricolor sofreu uma ruptura do ligamento tíbio-fibular do pé direito na derrota por 3 a 1 para o Santos, no dia 28 de outubro, na Vila Belmiro. Ele início ao processo de transição ao gramado nesta semana, mas não conseguiu realizar os movimentos de queda e agachamento sem sentir dores.

Com a ausência de Ceni, o goleiro Denis continuará responsável por defender a meta tricolor nesta 37ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ele já atuou em quatro partidas desde a lesão do titular, incluindo a goleada por 6 a 1 para o rival Corinthians no domingo.

A última atuação de Ceni como profissional do São Paulo no Morumbi foi a derrota por 3 a 1 para o Santos, no jogo de ida das semifinais da Copa do Brasil, em 21 de outubro. Ceni está com aposentadoria marcada para o final do ano e só poderá disputar mais um jogo oficial pelo clube, diante do Goiás, no dia 6 de dezembro, no Serra Dourada.

Luis Fabiano – O jogo contra o Figueirense, no entanto, marcará a despedida de outro ídolo do clube. Terceiro maior artilheiro da história do São Paulo com 211 gols, Luis Fabiano revelou nesta sexta-feira que não terá seu contrato renovado. Apesar das críticas que vem recebendo por parte de alguns torcedores nos últimos meses, o goleador disse guardar as boas lembranças e desejou sorte ao time em 2016.

“Sou muito grato pelas homenagens da torcida, minha apresentação em 2011 foi algo inesquecível. Para mim já está mais do que encerradas essas homenagens que tenho recebido nas redes sociais. O que vai ficar na história são os gols. Amanhã vai ser um sentimento diferente, espero que possa me despedir com gol”, afirmou Luis Fabiano, recusando homenagens específicas por parte da torcida e da diretoria.

Rogerio Ceni e Lucas Lima – Santos e São Paulo

Rogerio Ceni e Lucas Lima – Santos e São Paulo (/)

(com Gazeta Press)

Member of The Internet Defense League