Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Robinho chega empolgado ao Atlético-MG e lamenta protestos em Santos

Atacante já se colocou à disposição para estrear e agradeceu o clube mineiro pelo esforço para contratá-lo. Em Santos, jogador foi chamado de 'mercenário'

O atacante Robinho foi apresentado nesta sexta-feira como principal reforço do Atlético-MG para 2016. O jogador de 32 anos se disse bastante animado em seu retorno ao futebol brasileiro e agradeceu a equipe mineira pelo esforço nas negociações. Robinho, no entanto, lamentou os protestos feitos na última noite por torcedores do Santos e negou a pecha de “mercenário” por não ter retornado ao clube paulista.

“Desde o começo o Atlético sempre foi correto comigo. Sei do esforço que a diretoria fez. Tenho certeza que fiz a melhor escolha. Respeito o Santos Futebol Clube, tenho uma linda história lá, mas agora quero fazer uma história no Atlético tão linda ou mais”, afirmou Robinho, na Cidade do Galo, já vestindo um uniforme da nova fornecedora, a canadense Dry World, que participou diretamente das negociações.

Robinho afirmou que ainda pretende continuar sendo chamado por Dunga para a seleção brasileira e assumiu a condição de líder no novo elenco do Atlético. “Não fujo de responsabilidade. Até pela idade, posso ajudar os mais jovens, com uma palavra de conselho, de incentivo, ou até uma crítica construtiva”, afirmou o atacante com passagens por Real Madrid e Milan, e que estava no Guangzhou Evergrande, da China.

Apesar de não ser mais um garoto, Robinho prometeu manter a ousadia que sempre o caracterizou em campo. “Pedalada tem que ter sempre. Com todo o respeito aos adversários, essa é minha marca, não posso mudar.” O atacante disse ter mantido a forma nas férias e já se colocou à disposição do técnico uruguaio Diego Aguirre para estrear.

Página de torcedores santistas exibe faixas colocadas no local onde Robinho costuma jogar futevôlei

Página de torcedores santistas exibe faixas colocadas no local onde Robinho costuma jogar futevôlei (/)

Protestos – Robinho comentou também sobre a série de protestos ocorridos no litoral paulista contra a sua decisão de ir para o Atlético. O Santos, clube pelo qual foi revelado e conquistou cinco títulos em três passagens, desistiu de sua contratação ao saber de sua altíssima pretensão salarial. Uma pintura de Robinho no muro do CT Rei Pelé amanheceu pichada nesta sexta-feira, um gesto de vandalismo que já havia ocorrido em casos de outros atletas que trocaram o Santos por rivais, como Paulo Henrique Ganso, Arouca e Edu Dracena.

Além disso, seu nome foi retirado da galeria de ídolos santistas no site oficial do clube. O Santos, porém, informou que a mudança deve ter sido realizada por um hacker. Ainda durante a madrugada desta sexta, torcedores do Santos penduraram uma faixa na praia onde Robinho costuma jogar futevôlei, com os dizeres “Mercenário. Quem ama o Santos somos nós!”.

Perguntado sobre o assunto, Robinho não quis se alongar, mas demonstrou abatimento. “É muito complicado quando se fala de sentimento no futebol. Você também tem seus familiares. O futebol é um negócio. Tem muitos empresários que estão ricos sem pingar uma gota de suor. Futebol atual é assim: você sai de um clube, vira mercenário. Quem me conhece sabe da minha índole e do meu caráter e nada vai apagar o que eu construí lá.”

(da redação)

Member of The Internet Defense League