Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Rio-2016: quadra de tênis é batizada em homenagem a Maria Esther Bueno

Maior tenista brasileira de todos os tempos se emocionou durante cerimônia, que também contou com a participação de Gustavo Kuerten.

Maria Esther Bueno, a maior tenista brasileira de todos os tempos, recebeu uma grande homenagem no encerramento do primeiro evento-teste de tênis para os Jogos Olímpicos do Rio em 2016. Neste sábado, o prefeito Eduardo Paes revelou que a quadra central do Centro Olímpico de Tênis, do Parque Olímpico, na Barra da Tijuca, foi batizado com o nome da ex-tenista de 76 anos. Emocionada, Maria Esther destacou a importância do fato para o esporte feminino.

“Fico muito orgulhosa de ter representado bem o Brasil e acho que para a mulher brasileira foi uma grande vitória, porque tudo a gente tem que fazer o triplo dos homens. A gente conseguiu tudo isso e hoje é um dos dias mais felizes da minha vida”, disse a ex-tenista, vencedora de 17 Grand Slams, sendo sete de simples, entre as décadas de 50 e 60.

Leia também:

Federer e Hingis farão dupla mista na Rio-2016

Rio-2016: Djokovic diz que Olimpíada será prioridade

Número 1, Marcelo Melo mira ouro na Rio-2016: “É um sonho”

O Centro Olímpico de Tênis foi a primeira instalação do Parque Olímpico da Barra a ser utilizada em um evento-teste, o Correios Mastercup 2015, que começou na última quinta-feira e terminou hoje. Ao todo, participaram da competição 74 atletas que buscam vagas nas Olimpíadas e nas Paralimpíadas. O último jogo da programação teve vitóroa de Thomaz Bellucci, atual tenista número 1 do Brasil, sobre o compatriota Orlando Luz, por 2 sets a 0, com duplo 7/6.

Com investimento de cerca de 190 milhões de reais do governo federal, o local conta com 16 quadras de tênis, nove delas previstas para continuar funcionando após o fim dos Jogos. Na arena principal, a capacidade chega a 10.000 torcedores. O prefeito Eduardo Paes defendeu que o lugar seja administrado pela iniciativa privada depois das Olimpíadas.

“A gente também deve fazer uma parceria privada para a manutenção desse espaço. É um equipamento que, se bem explorado e bem utilizado, pode dar lucro. E é o que eu espero que aconteça”, disse o prefeito, que afirmou ter recebido na última quinta-feira uma proposta da Confederação Brasileira de Tênis, que deseja assumir o local. “Eles têm que mostrar viabilidade para cuidar disso”.

O ex-tenista Gustavo Kuerten também compareceu à cerimônia de inauguração e gostou do que viu. “É uma estrutura digna dos maiores torneios do mundo”, afirmou o ex-número 1 do mundo. No entanto, Guga chamou a atenção para a necessidade de manutenção e de aliar a estrutura a outras iniciativas. “Não depende só da quadra, depende de inúmeros fatores que temos que continuar trabalhando e evoluindo”.

Para o diretor de esportes do Comitê Rio 2016, Rodrigo Garcia, o evento-teste foi bem-sucedido e permitiu testar a operação da parte médica e do sistema de resultados, além da estrutura física e do acesso. Segundo Rodrigo, no próximo evento-teste do Parque Olímpico, de basquete, será possível ter uma ideia melhor do fluxo de pessoas, já que o público previsto é maior.

O mascote Vinicius cumprimenta o público durante a inauguração do Centro de Tênis Olímpico no Rio de Janeiro – 12/11/2015

O mascote Vinicius cumprimenta o público durante a inauguração do Centro de Tênis Olímpico no Rio de Janeiro – 12/11/2015 (/)

(com agência Brasil)

Member of The Internet Defense League