Clique e assine com 88% de desconto

Rio-2016: Comitê Olímpico dos EUA diz que atletas com medo do zika não precisam comparecer aos jogos do Brasil

Por Da Redação - 8 fev 2016, 11h23

O Comitê Olímpico dos Estados Unidos (USOC) comunicou às federações esportivas do país que os atletas preocupados com o surto do zika vírus estão liberados para não comparecer aos Jogos do Rio em agosto, reportou nesta segunda-feira a agência de notícias Reuters. A notificação foi passada às confederações no final de janeiro, segundo duas pessoas que participaram da reunião.

Os atletas foram informados que ninguém deve vir ao Brasil “se não se sentir confortável com a ameaça do vírus”, segundo Donald Anthony, presidente da federação de esgrima dos EUA.

Na Olimpíada de Londres, em 2012, os EUA lideraram o quadro de medalhas, com 46 de ouro, 29 de prata e 29 de bronze, totalizando 104 medalhas.

Leia mais:

Continua após a publicidade

Comitê Olimpíco Internacional divulga recomendações contra o vírus zika

União Europeia monta força-tarefa para acelerar vacina contra zika

No dia 1º de fevereiro, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou emergência mundial de saúde pública por causa do surto do vírus zika e sua provável relação com casos de microcefalia. Quatro dias depois, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) anunciou na manhã que o zika vírus foi detectado de forma ativa na saliva e urina de pacientes infectados. A OMS estima que cerca de 4 milhões de pessoas seriam infectadas na região nas Américas..

(Da redação)

Publicidade