Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Rio-2016 apresenta tocha da Paralimpíada

O símbolo paralímpico terá um revezamento em cinco cidades brasileiras antes de chegar na cerimônia de abertura no Rio de Janeiro, em 7 de setembro.

O Comitê Rio-2016 apresentou nesta sexta-feira o modelo da tocha paralímpica dos Jogos do Rio de Janeiro. O modelo é bastante similar ao da olímpica, diferenciando-se em alguns detalhes como as cores – na olímpica se destacam o verde e o azul; na paralímpica, as cores mudam para o vermelho e o laranja. “Não é uma tocha olímpica pintada de uma cor diferente. Fizemos as duas juntas”, destacou Gustavo Chelles, um dos designers responsáveis. “Essa união do Olímpico com o Paralímpico vem há muitos anos aqui no Brasil, e a tocha vem coroar este momento”, reforçou Andrew Parsons, presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro.

Uma das principais novidades da nova tocha paralímpica é a inscrição em braile na base com as palavras “coragem, determinação, inspiração e igualdade”, que representam os valores paralímpicos. O logotipo dos Jogos Paralímpicos do Rio-2016 está gravado no topo, sobre a ondulação que representa a Pedra da Gávea.

O revezamento da tocha também foi anunciado. O símbolo passará por cinco cidades a partir do dia 1º de setembro antes de chegar ao destino final, o Rio de Janeiro, na cerimônia de abertura em 7 de setembro. As cidades escolhidas estão espalhadas pelas cinco regiões do Brasil, e foram selecionadas levando em conta o seu histórico no paralimpismo, seja pela formação de atletas ou por questões de estrutura. Assim, a tocha passará por Belém (PA), Natal (RN), Brasília (DF), Joinville (SC) e São Paulo (SP). No total, 700 pessoas conduzirão a tocha.

Acessibilidade – Presente na apresentação, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB), fez um breve discurso tratando da importância de se realizar políticas públicas voltadas à acessibilidade e admitiu que a cidade ainda não apresenta o melhor cenário aos deficientes físicos. “Nós ainda estamos muito aquém de uma cidade que quer se considerar acessível, e isso deve nos envergonhar a todos. A Paralimpíada é uma celebração não só para ganhar medalhas, mas também para nos chamar atenção a isso”, disse

Leia também:

Rio-2016 apresenta novo modelo da tocha olímpica

Com bocha e surfe, Tóquio-2020 anuncia 8 esportes candidatos a ser olímpicos

Rio-2016: Ginga, uma onça-pintada, é a mascote do Brasil

(Com Estadão Conteúdo)

Member of The Internet Defense League