Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Presidente do Corinthians confirma venda de Jadson para time da segunda divisão chinesa

Meia de 32 anos receberá mais de R$ 1 milhão de salário mensal no Tiajin Quanjian, equipe que será dirigida por Vanderlei Luxemburgo

O presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, confirmou nesta quarta-feira a venda do meio-campista Jadson para o Tiajin Quanjian. O time que disputa a segunda divisão do Campeonato Chinês será treinado por Vanderlei Luxemburgo e enviou uma oferta considerada “irrecusável” pelo atleta. “Não teve nem negociação. O Jadson aceitou a proposta, optou por ir e o clube chinês vai pagar a multa rescisória. Os papéis já estão tramitando”, afirmou Roberto de Andrade.

O valor da multa de Jadson é de 5 milhões de euros (cerca de 21 milhões de reais). O Corinthians tem direito a 30% (6,3 milhões de reais e o restante ficará com Jadson e seus empresários. O meia deve receber 4 milhões de reais na transferência e cerca de 1,2 milhão de reais de salário por mês.

Leia também:

Felipão volta enfim a ser campeão. Na China

Mano aceita proposta chinesa e anuncia saída do Cruzeiro

CBF divulga seleção do Brasileirão com 6 do Corinthians

A intenção do presidente Roberto de Andrade e, sobretudo, do técnico Tite não era negociar o meia de 32 anos, titular absoluto do time, às vésperas de mais uma participação na Copa Libertadores. No início do ano, Jadson chegou a recusar uma proposta do Jiangsu Sainty, também da China. “Quando o clube aceita pagar a multa, você não tem defesa. Naquela situação, ele não quis ir e permaneceu. Hoje, a situação é diferente e ele optou por ir. Então, não tem o que fazer”, lamentou Andrade.

Com a saída de Jadson, o Corinthians perde um de seus principais destaques na campanha do hexacampeonato do Brasileirão – foi vice artilheiro do torneio com 13 gols e líder em assistências, com 12. Por isso, o clube já corre atrás de um substituto. O maior candidato a ocupar este espaço é o meia Marlone, que estava no Sport.

(com Estadão Conteúdo)

Member of The Internet Defense League