Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Presidente da confederação africana comandará Fifa durante suspensão

Issa Hayatou, de 69 anos, foi escolhido por ser o vice-presidente que está há mais tempo no Comitê Executivo da entidade

O camaronês Issa Hayatou, presidente da Confederação Africana de Futebol (CAF), comandará de forma interina a Fifa durante o período de suspensão de 90 dias do suíço Joseph Blatter, por ser o vice-presidente que está há mais tempo no Comitê Executivo da entidade máxima do futebol. “Em virtude do artigo 32 do Estatuto da Fifa, Issa Hayatou, o vice-presidente com mais experiência no Comitê Executivo, se tornará o presidente interino”, disse a Fifa em comunicado divulgado nesta quinta-feira, após a decisão do Comitê de Ética de suspender provisoriamente Blatter de toda a atividade relacionada com futebol.

Suspensões abalam eleição na Fifa e abrem espaço para Zico

Hayatou, de 69 anos, é presidente da CAF desde 1987. Três anos depois, em 1990, entrou no Comitê Executivo da Fifa. Hayatou se compromete a dedicar “seus melhores esforços à organização, às associações-membro, aos empregados, os patrocinadores e os torcedores do futebol de qualquer lugar”, em comunicado divulgado pela entidade. “A Fifa mantém seu compromisso com o processo de reformas, que é crítico para recuperar a confiança pública. Nós também continuaremos cooperando totalmente com as autoridades e seguiremos com a investigação interna até onde ela nos levar. O futebol nunca teve tanto apoio ao longo do mundo e é todo associado deve estar orgulhoso da Fifa”, acrescentou.

O espanhol Ángel Villar Llona, presidente da federação espanhola, será o substituto de Platini na presidência da Uefa, a confederação europeia. Todas as operações da Fifa seguem como responsabilidade do atual secretário-geral interino, Markus Kattner. Ele assumiu o posto depois da demissão de Jérôme Valcke, que também foi suspenso hoje por 90 dias pelo Comitê de Ética da entidade. A eleição para o próximo presidente da Fifa está marcada para 26 de fevereiro de 2016.

(com agência EFE)

Member of The Internet Defense League