Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Olimpia, do Paraguai, é punido por demitir jogador que tinha câncer

Corte Arbitral do Esporte determina ao clube paraguaio pagamento de indenizações ao lateral Sebastian Arioza, demitido em 2013

A Corte Arbitral do Esporte (CAS), localizada na Suíça, deu ganho de causa ao jogador uruguaio Sebastián Ariosa em processo movido contra seu ex-clube, o Olimpia, do Paraguai. Em 2013, o lateral-esquerdo precisou se afastar dos gramados para tratar de um câncer no tórax e foi demitido pela equipe tricampeã da Libertadores.

De acordo com Alexandra Gómez, advogada da FIFPro, sindicato mundial dos atletas, a corte suíça entendeu que o clube não era responsável pelo estado de saúde do jogador, mas sim por sua atitude frente à situação e deveria ter mantido o contrato ou prestado auxílio a Ariosa. Por isso, o defensor receberá uma indenização de 60.000 dólares (cerca de 209.000 reais) por danos morais, o equivalente a 7% do contrato total que ele tinha com o Olímpia.

Além disso, o clube paraguaio terá que pagar 90.000 dólares (314.000 reais) como compensação esportiva pelo rompimento do vínculo, que duraria até 2015. Como a CAS é a instância máxima da justiça desportiva, não cabe recurso.

Curado, Ariosa, de 30 anos, voltou a treinar no Defensor Sporting, de Montevidéu, clube onde foi revelado, no início deste ano. O lateral, entretanto, não consta no elenco disponível no site oficial do Defensor e ainda não atuou. Sua última partida oficial foi em maio de 2013, contra o Fluminense. Naquele ano, o Olímpia chegou à final da Libertadores e foi derrotada pelo Atlético-MG.

(com Estadão Conteúdo)

Member of The Internet Defense League