Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

NBA: Kobe Bryant se despede do Jogo das Estrelas com vitória e homenagens

Meses antes de se aposentar, astro do Los Angeles foi a grande estrela do evento realizada em Toronto, no Canadá

Kobe Bryant disputou seu 18º e último All-Star Game, o Jogo das Estrelas da NBA, em uma noite emocionante neste domingo, em Toronto, no Canadá. O astro do Los Angeles Lakers, que irá se aposentar, aos 37 anos, ao final da temporada, recebeu homenagens de fãs e colegas ao longo do encontro. Kobe não teve uma atuação brilhante, mas pôde mostrar um pouco do talento que o fez um dos maiores jogadores da história da liga ajudou a equipe do Oeste a vencer o Leste por 196 a 173 – a mais alta pontuação da história do evento.

Leia também:

Kobe é o mais votado para o All-Star Game em sua despedida da NBA

Ele não vem: Kobe Bryant descarta disputar a Rio-2016

LeBron lamenta aposentadoria de Kobe Bryant: ‘Queria ser como ele’

Antes do início do confronto, na entrada dos atletas, Kobe recebeu a primeira homenagem. Magic Johnson, que assim como ele defendeu apenas o Los Angeles Lakers durante toda a sua incrível trajetória na NBA, fez um discurso ao astro declarando que “jamais haverá um jogador como Kobe”. Em seguida, foi exibido um vídeo relembrando o dia em que Kobe marcou 81 pontos contra o time da casa, o Toronto Raptors, há 10 anos, além de depoimentos de atletas. O último a falar sobre o veterano foi o astro LeBron James, seu grande admirador – recentemente, o ala do Clevaland Cavaliers disse que “queria ser como Kobe” quando iniciou sua carreira.

No intervalo da partida, Kobe Bryant concedeu entrevista à NBA e falou sobre e emoção de se despedir. Ao ser interrompido por uma brincadeira de LeBron James, a estrela da noite se divertiu. “É disso que sentirei falta, essa interação e a competitividade”, disse Kobe. Até Michael Jordan, considerado o maior de todos os tempos, esteve em Toronto e falou sobre a contribuição de Kobe para o basquete. “Ele levou muita alegria ao jogo. Os fãs em todas as cidades o homenagearam e ele merece”, afirmou Michael Jordan antes da partida.

Chris Paul, Carmelo Anthony e Dwyane Wade, de uma geração mais próxima a Kobe, ofereceram a ele um jantar especial no sábado. “Essas são coisas que você não tem a chance de viver quando está competindo. Para ouvir essas histórias, é preciso ter um profundo apreço e fraternidade em anos de competição. Isso só me fez bem”, disse Kobe.

Dwyane Wade deu uma das mais bonitas declarações sobre o ídolo. “Respeito. É o que significa tudo isso. É sobre respeito. Nosso por ele e o respeito que ele dedicou a nós. Eu apenas queria dizer a ele que o respeito dele significa muito, significa muito mesmo na minha carreira. Isso é apenas admiração. A sua conduta, sua competitividade, isso me ajudou no começo da minha carreira porque eu queria estar no nível dele”, disse o astro do Miami Heat.

O jogo em si também um foi um grandes espetáculo, com belas jogadas, enterradas e lances acrobáticos. Russel Westbrook, do Oklahoma City Thunder, teve ótimo desempenho e foi eleito o MVP (jogador mais valioso, na sigla em inglês) pela segunda vez consecutiva. Já Paul George, do Indiana Pacers, saiu foi o cestinha da partida, com 41 pontos.

Kobe deixou a quadra faltando pouco mais de um minuto para o fim da partida com dez pontos, sete assistências e mais seis rebotes. Antes do término, Stephen Curry, líder do campeão Golden State Warriors e grande sensação da liga, ainda converteu uma cesta do meio da quadra para fechar a grande noite de basquete em Toronto.

(com Estadão Conteúdo)

Member of The Internet Defense League