Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mourinho joga medalha de vice para torcida após título do Arsenal

Treinador português do Chelsea se desentendeu com o rival Arsene Wenger e esnobou a medalha de prata da Supercopa da Inglaterra

O técnico José Mourinho, do Chelsea, se envolveu em mais uma confusão neste domingo, na derrota de sua equipe por 1 a 0 para o rival Arsenal, na Supercopa da Inglaterra, no estádio de Wembley, em Londres. Logo após a entrega do troféu ao campeão, o português esperou os atletas do Arsenal para cumprimentá-los e foi ignorado pelo técnico rival, o francês Arsene Wenger, que passou reto. Na sequência, Mourinho respondeu às vaias dos torcedores do Arsenal ao atirar sua medalha de prata, que parou nas mãos de Bobby Gill, um garoto de dez anos.

Leia também:

Mourinho responde à mulher do técnico do Real Madrid: ‘Deveria cuidar da dieta do marido’

​Mourinho perde habilitação por excesso de velocidade

Cristiano Ronaldo ‘acha que sabe tudo’, diz José Mourinho

“É a medalha do perdedor. É uma boa lembrança para ele. Não guardo nem as medalhas que ganho, imagine as que perco”, afirmou Mourinho após a decisão, que opõe os últimos campeões da Liga Inglesa e da Copa da Inglaterra. O português minimizou o fato de Wenger, com quem já trocou diversas farpas nos últimos anos, ter evitado o seu cumprimento. “Fiz meu papel e de meu clube, de esperar os campeões. Todos os atletas do Arsenal vieram em minha direção e se outra pessoa desviou não há problema, não é o fim do mundo e não tenho o que comentar.”

Segundo Mourinho, sua equipe foi melhor na partida, mas não conseguiu superar a defesa do Arsenal e o goleiro Petr Cech – que trocou o Chelsea pelo Arsenal depois de onze anos na equipe azul e foi a grande atração da partida. “O Chelsea foi a melhor equipe hoje, teve mais iniciativa, mais controle, mais posse de bola. O Arsenal defendeu muito atrás, com dez homens atrás da bola, estiveram muito organizados. É preciso parabenizá-los”, afirmou Mourinho. Esta foi a primeira derrota do português diante de Arsene Wenger em 14 clássicos de Londres.

(da redação)

Member of The Internet Defense League