Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Messi será julgado por evasão fiscal em maio e pode pegar 22 meses de prisão

Pai do jogador, que assumiu toda a responsabilidade pelas finanças do filho, também irá a julgamento, dias depois da final da Liga dos Campeões

O Tribunal Superior de Justiça da Catalunha informou nesta quarta-feira que Lionel Messi e seu pai, Jorge Horácio Messi, serão julgados pela Audiência de Barcelona nos dias 31 de maio e 1, 2 e 3 de junho pelo crime de evasão fiscal. Os dois são acusados de fraudar 4,16 milhões de euros (cerca de 18 milhões de reais), procedentes de direitos de imagem do craque, entre 2007 e 2009, e podem ser condenados a até 22 meses de prisão.

Leia também:

​Despreocupado, Messi posta mensagem enigmática após ameaça de prisão

Irmão de Lionel Messi é detido por porte ilegal de arma na Argentina

Fazenda bloqueia R$ 188 milhões de Neymar

No primeiro documento de acusação, a Procuradoria havia solicitado 18 meses de prisão para o pai do jogador e o arquivamento da denúncia contra Lionel Messi por entender que o atleta não teve conhecimento da fraude. Em depoimento, Jorge Messi assumiu toda a responsabilidade pela gestão tributária do filho e seus advogados defenderam que Lionel Messi “jamais dedicou um minuto a ler, estudar ou analisar os contratos que regulam a riqueza que ele cria com seu trabalho”.

No entanto, a Advocacia pediu para que o craque continuasse como acusado e teve respaldo da Audiência de Barcelona, que recomendou a condenação de até 22 meses de prisão por três delitos contra a Fazenda. O julgamento começará apenas três dias depois da final da Liga dos Campeões, em Milão, e três dias antes do início da Copa América do Centenário, nos Estados Unidos.

(com agência EFE)

Member of The Internet Defense League