Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mayweather se defende de acusações de doping: ‘Sempre segui as regras’

Atleta mais bem pago do mundo pretende se aposentar invicto neste sábado

O pugilista americano Floyd Mayweather, que está prestes a disputar a última luta de sua carreira, se defendeu das acusações de que teria se dopado antes da vitória sobre o filipino Manny Pacquiao na chamada “luta do século”, em 3 de maio. O atleta de 39 anos divulgou um comunicado oficial nesta quinta-feira e negou qualquer violação, citando o apoio da Agência Antidoping dos Estados Unidos (Usada).

“Como já foi confirmado pela Usada, não cometi nenhuma irregularidade. Sempre segui as regras da Comissão Atlética de Nevada e da Usada. Não esqueçam que há seis anos eu insisti que elevassem o número de testes em todos os meus combates. Com isso, há mais exames e preocupações sobre esse assunto no boxe do que jamais houve na história”, disse o atleta mais bem pago do mundo, apelidado de “Money” (dinheiro, em inglês), por causa do hábito de ostentar sua fortuna.

Leia também:

‘Luta do Século’ entre Mayweather e Pacquiao será investigada por fraude nos EUA

Mayweather, após a vitória sobre Manny Pacquiao: “Fui o mais inteligente no ringue”

Mayweather provoca Ronda: ‘Me ligue quando ganhar US$ 300 milhões’

Mayweather, o atleta mais rico do mundo, perde cinturão por não pagar multa

Quem acusou Mayweather foi o jornalista americano Thomas Hauser, autor da biografia de Muhammad Ali. Ele publicou um artigo no site SB Nation afirmando que o boxeador e sua equipe burlaram as regras no exame antidoping realizado na véspera do duelo contra Pacquiao. Segundo o jornalista, Mayweather recebeu a visita dos técnicos da Usada em sua residência e sua coleta teria apresentado resquícios de substâncias que previnem a desidratação.

A equipe do pugilista confirmou a utilização de uma solução salina com vitaminas, que não é proibida pela Agência Mundial Antidoping (Wada) desde que não seja administrada de maneira intravenosa. O problema apontado por Hauser é que o staff de Money não explicou como o boxeador utilizou as substância e a Usada omitiu as informações aos promotores do evento e à Comissão Atlética de Nevada.

Também nesta quinta-feira, a Usada se defendeu. “Acreditamos ser importante corrigir imediatamente o fato incorreto de que o boxeador teria violado regras. Como já foi reportado em maio de 2015 pela Comissão Atlética de Nevada, o pugilista solicitou e conseguiu uma licença para o uso destas substâncias.” Neste sábado, Mayweather enfrentará o americano Andre Berto, em Las Vegas, em sua última luta como profissional. Com 48 vitórias e nenhuma derrota na carreira, ele pretende se aposentar igualando o cartel de 49-0 do lendário boxeador americano Rocky Marciano.

(Com Gazeta Press)

Member of The Internet Defense League