Clique e assine com 88% de desconto

Lorenzo é tricampeão no MotoGP, apesar de corrida espetacular de Rossi

Por Da Redação - 8 nov 2015, 11h06

O espanhol Jorge Lorenzo tornou-se neste domingo tricampeão do MotoGP, ao vencer em casa, no circuito de Valência, a última corrida da temporada. Ele bateu seu companheiro de equipe Movistar Yamaha MotoGP, o italiano Valentino Rossi, que liderava o campeonato e buscava o oitavo título da carreira.

O caminho que levou à corrida decisiva foi tenso. Há duas semanas, Rossi acusou outro espanhol, Marc Márquez, da Honda, de ter feito um acordo com Lorenzo para protegê-lo na pista e ajudá-lo a conquistar o tricampeonato. Os espanhóis negavam que existisse tal acerto. Logo depois, na penúltima prova da temporada, na Malásia, Rossi e Márquez se envolveram em um acidente, depois de uma longa briga pela terceira posição. O espanhol caiu depois de levar um chute de Rossi, que acabou punido pela Federação Internacional de Motociclismo (FIM) e largou na última posição neste domingo.

Com sete pontos de vantagem sobre Lorenzo, Rossi precisava chegar em segundo para garantir o título. Ele fez vinte e duas ultrapassagens, numa corrida espetacular, mas acabou em quarto – atrás, justamente, de Máquez e seu companheiro de equipe na Honda, o também espanhol Dani Pedrosa, que, segundo os admiradores do piloto italiano reclamavam na internet, “escoltaram” o compatriota Lorenzo até a bandeirada final.

Em entrevista depois da corrida, Rossi voltou a criticar Márquez e disse que os espanhóis prepararam um “biscottone”, termo futebolístico em italiano usado quando duas equipes combinam um empate que favorece as duas.

Continua após a publicidade

“Na segunda parte da temporada, Lorenzo foi muito bem, mas desde Phillip Island (Austrália, em 18 de outubro) aconteceu algo estranho. O comportamento de Márquez foi embaraçoso. Tive de brigar com dois pilotos. Mas todos hoje puderam ver qual era o plano dele”, disparou. “Lorenzo é um grande piloto e teria sido estupendo disputar o Mundial na pista. Acredito que ele nem sequer está contente com a forma como tudo aconteceu”, completou.

Publicidade