Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Longe do recorde, seleção de futsal derrota Portugal em Fortaleza

Eram esperados 63.000 torcedores, mas apenas 11.000 foram ao Castelão. Em quadra, Brasil jogou bem e venceu por 2 a 1 no retorno de Falcão

A seleção brasileira de futsal proporcionou uma bonita festa ao derrotar a forte equipe de Portugal por 2 a 1, nesta terça-feira, na quadra montada sobre o gramado da Arena Castelão, em Fortaleza. O evento, porém, ficou bem longe do plano de bater o recorde de público em um jogo de futsal: eram esperados 63.000 torcedores, mas pouco mais de 11.000 compareceram. O amistoso marcou os retornos de Falcão e do técnico Sérgio Schiochet à seleção brasileira e teve a presença do português Ricardinho, eleito o melhor jogador do mundo no ano passado.

A partida tinha como objetivo superar o recorde de público de 56.483 torcedores, obtida no amistoso entre Brasil e Argentina, em 2014, no estádio Mané Garrincha, em Brasília. Mas, sem público suficiente para tornar o amistoso histórico, a grande atração foi mesmo o duelo entre Falcão e Ricardinho – o português é fã incondicional do brasileiro e tem uma tatuagem com a inscrição “Falcão 12, o número 1”, em sua perna. Os dois craques canhotos tiveram oportunidades de gols e alguns bons momentos, mas não conseguiram marcar.

Os gols brasileiros saíram no primeiro tempo e foram marcados pro atletas do Brasil Kirin/Sorocaba. O ala Xuxa iniciou a festa ao bater colocado da entrada da área. Depois, o goleiro Tiago se aventurou no ataque e anotou o segundo em forte chute de fora da área. Portugal descontou no segundo tempo, com Cardinal, que aproveitou cobrança de escanteio de Ricardinho.

Retorno – Falcão, de 38 anos, comemorou o retorno à seleção. “Não deu para marcar, mas já agradeço de ter voltado a jogar. Estou longe da forma ideal, porque tive uma lesão grave, mas queria estar participando dessa partida, da forma que fosse. Já fico feliz voltar e terminar esse ano bem”, disse o jogador, em entrevista ao canal Sportv.

Falcão ficou um ano afastado do time por causa de conflitos com a gestão da Confederação Brasileira de Futsal. O racha, liderado pelo jogador, aconteceu em março, durante as eleições. Sem emplacar seu candidato, o grupo de jogadores se afastou dos dirigentes eleitos, por considerar que eles tinham ligação com a gestão anterior, investigada pela Polícia Civil do Ceará por formação de quadrilha, estelionato, lavagem de dinheiro e crime contra a ordem tributária.

O atrito foi superado em julho, em reunião dos jogadores com a atual gestão. O encontro possibilitou a volta de Falcão e o retorno do técnico Sérgio Schiochet, que não teve tempo de preparar a equipe nas últimas semanas, antes do amistoso desta terça-feira. Mesmo sem treinos, a seleção venceu uma das maiores equipes do mundo, já visando o Mundial de 2016.

Time do Brasil durante partida entre Brasil e Portugal válida pelo Desafio Internacional de Futsal 2015, no Estádio Arena Castelão em Fortaleza (CE)

Time do Brasil durante partida entre Brasil e Portugal válida pelo Desafio Internacional de Futsal 2015, no Estádio Arena Castelão em Fortaleza (CE) (/)

(Com Estadão Conteúdo)

Member of The Internet Defense League