Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Libertadores: Palmeiras empata e não depende só de si

Valente, equipe brasileira segura o 3 a 3 com o Rosario mesmo com um jogador a menos, mas agora precisa torcer por combinação de resultados para conseguir a classificação

Em uma partida emocionante, o Palmeiras empatou em 3 a 3 com o Rosario Central na noite desta quarta-feira, na Argentina, e se manteve vivo na Libertadores. Depois de um ótimo primeiro tempo, que terminou vencendo por 2 a 1, o time brasileiro voltou a sofrer com as falhas na defesa e o nervosismo e levou a virada. Para piorar, o jovem Gabriel Jesus – até então o destaque da equipe com dois gols – perdeu a cabeça e foi expulso por agressão. Valente, o Palmeiras conseguiu buscar o empate mesmo com um a menos.

O resultado evitou uma eliminação precoce da equipe brasileira, mas a situação dos comandados de Cuca ainda é muito delicada. Com três pontos a menos que Rosario e Nacional no Grupo 2, o Palmeiras precisa obrigatoriamente vencer o seu último jogo contra o River Plate, do Uruguai, em São Paulo, para ter chance de classificação. Além disso, precisa torcer para que Nacional e Rosario não façam um “jogo de comadres” em Montevidéu. O empate classifica as duas equipes e elimina o Palmeiras.

O jogo – O desespero palmeirense para evitar a eliminação levou a equipe fazer um jogo dramático contra o Rosario. O time paulista terminou com um a menos, dois jogadores machucados e a sensação que, por ter ficado duas vezes em vantagem, merecia a vitória.

Aos 20 segundos, Gabriel Jesus teve chance clara de gol e, aos 4 minutos, não perdeu nova oportunidade. O atacante aproveitou falha no recuo da defesa e só tirou do goleiro para abrir o placar. A vantagem criou uma falsa zona de conforto. O Palmeiras demonstrou maturidade para administrar o ritmo de jogo e manter a posse bola no ataque pelos minutos restantes. Só que durou pouco. O Rosario Central começou a avançar e sufocar o Palmeiras na saída de bola.

O esquema com três zagueiros e dois volantes deixou o time sem opção para avançar ao ataque. A bola não saía das proximidades da área de Prass. Não por falta de aviso, o Rosario chegou ao empate aos 32 minutos, com Donatti, em falta que desviou na barreira. Ainda restava ao Palmeiras o espírito brigador de Libertadores. O primeiro tempo estava no fim quando em uma falta cobrada para a área, Gabriel Jesus desviou de cabeça para fazer 2 a 1.

No segundo tempo, o jogo seguiu eletrizante. Em escapada pela esquerda, Gabriel Jesus chutou forte e carimbou a trave. Pouco depois, o Rosario empatou. Depois de falta ensaiada com perfeição, Cervi apareceu livre e tocou na saída de Prass. A virada veio em um pênalti, convertido por Rubén, e logo depois Gabriel Jesus foi expulso. A vantagem numérica e o favoritismo do Rosario Central pouco valeram. Logo depois, Barrios aproveitou cruzamento e empatou. Os minutos finais foram de um Palmeiras acuado. Prass salvou o time, enquanto o sonho de um contra-ataque salvador não se concretizou.

(Com Estadão Conteúdo)

Member of The Internet Defense League