Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Kaká é absolvido em julgamento por evasão fiscal na Itália

Tribunal de Milão considerou que empresa criada pelo jogador não funcionou como "companhia fantasma" para sonegar impostos

Kaká foi absolvido nesta segunda-feira da acusação de evasão fiscal na Itália. O juiz da segunda seção penal do Tribunal de Milão considerou que a Tamid Sport & Marketing, empresa do jogador, era “realmente operacional e não uma companhia fantasma usada para não pagar impostos”. Kaká havia sido denunciado por suspeitas de sonegação de impostos de 2 milhões de euros nos anos de 2005, 2007 e 2008, quando ainda atuava pelo Milan.

Leia também:

Pai de Neymar diz que problemas com o fisco podem tirar o atacante do Barcelona

Felipão paga R$ 13,8 milhões e encerra processo fiscal em Portugal

Justiça espanhola aceita nova denúncia de fraude na venda de Neymar

A quantia que o jogador faturou com direitos de imagem foi repassada a uma outra pessoa, o que fez a Justiça italiana investigar o caso. O meia de 33 anos, no entanto, conseguiu escapar do processo e encerrou sua dívida recentemente ao entregar os 2 milhões de euros cobrados pela receita italiana.

A Promotoria de Milão e o advogado Daniele Ripamonti pediram a absolvição de Kaká no último dia 19 de outubro, alegando que o jogador “tinha concedido a um terceiro os direitos de sua imagem, não para satisfazer desejos de otimização fiscal, mas por puro interesse econômico”. Após a absolvição nesta segunda, a defesa do jogador afirmou que recebeu a notícia com “grande satisfação”.

(com agência EFE)

Member of The Internet Defense League