Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Justiça condena três por morte de torcedor atingido por vaso sanitário

Réus receberam penas entre 25 e 28 anos de prisão; objeto arremessado das arquibancadas do Estádio do Arruda, no Recife, matou Paulo Ricardo Gomes da Silva em maio de 2014

Os três homens acusados pela morte de um torcedor atingido por um vaso sanitário perto do Estádio do Arruda, no Recife, foram condenados na noite desta quarta-feira. O caso aconteceu em 2 de maio de 2014, depois de uma partida entre Santa Cruz e Paraná pela Série B do Campeonato Brasileiro.

Waldir Pessoa Firmo Júnior, de 34 anos, Luiz Cabral de Araújo Neto, de 30 anos, e Everton Filipe Santiago Santana, de 23 anos, foram considerados culpados depois de mais de 12 horas de julgamento na 2ª Vara do Tribunal do Júri do Recife. Waldir Júnior foi condenado a 28 anos e nove meses de prisão, Everton Santana a 28 anos e seis meses e Luiz Neto a 25 anos.

LEIA TAMBÉM:

Vaso sanitário atirado de estádio mata torcedor no Recife

Torcedor confessa ter atirado vaso de estádio no Recife

O caso – O torcedor Paulo Ricardo Gomes da Silva, de 26 anos, morreu ao ser atingido por um vaso sanitário atirado por torcedores do Santa Cruz durante uma briga após o jogo. O vaso foi lançado das arquibancadas do estádio e atingiu a vítima, que estava perto da entrada de visitantes do Arruda. Paulo Ricardo era torcedor do Sport, rival do Santa Cruz e cuja torcida organizada é aliada da uniformizada do Paraná.

No julgamento, a acusação destacou a forma covarde e o motivo fútil do crime, enquanto a defesa tentou argumentar que os réus não tiveram a intenção consciente de provocar uma morte. Depois da sentença, a promotora Dalva Cabral ressaltou que a condenação será fundamental para coibir a violência nos estádios. “Esse julgamento marca um novo tempo”, disse ela.

Os três torcedores condenados foram detidos dias após a morte de Paulo Ricardo e estão presos no Centro de Triagem (Cotel), em Abreu e Lima, na região do Grande Recife.

(Com Gazeta Press)

Member of The Internet Defense League