Clique e assine com 88% de desconto

Judô: campeões mundiais Mayra Aguiar e Tiago Camilo são eliminados no Cazaquistão

Esta foi a primeira vez que a judoca ficou de fora do pódio da competição desde 2008. Outros atletas brasileiros decepcionaram no Mundial

Por Da Redação - 28 ago 2015, 11h01

Duas das grandes esperanças de medalha do judô brasileiro nem sequer chegaram perto do pódio do Mundial de Astana, no Cazaquistão. Nesta sexta-feira, Mayra Aguiar, atual campeã da categoria meio-pesado (78kg), caiu nas oitavas de final, enquanto Tiago Camilo (90kg), ouro no Mundial de 2007, no Rio de Janeiro, perdeu logo em sua estreia.

Mayra Aguiar havia começado o dia de disputas com uma tranquila vitória: em apenas 24 segundos, a brasileira superou a chilena Jaqueline Usnayo com um wazari e imobilização. Mas nas oitavas de final, a medalhista de bronze em Londres-2012 foi vítima do mesmo golpe e perdeu para a polonesa Daria Pogorzelek.

Esta é a primeira vez desde 2008 que Mayra fica de fora do pódio da competição, considerando suas conquistas em Mundiais de base (de 2008 a 2010) e adultos (2010, 2011, 2013 e 2014) – além dos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012. Depois do título mundial do ano passado, Mayra, de 24 anos, ficou nove meses afastada das competições, e se recuperou a tempo de conquistar a medalha de ouro nos Campeonato Pan-Americano de Judô e a de prata nos Jogos Pan-Americanos de Toronto.

Tiago Camilo teve participação ainda mais curta. Diante do russo Kirill Denisov, o atleta de 33 anos, prata em Sydney-2000 e bronze em Pequim-2008, sofreu dois shidôs (punição por falta de combatividade) contra um do adversário e deixou o tatame sem a vaga.

Continua após a publicidade

Decepções – Também nesta sexta, Maria Portela, que luta entre os médios (70kg), foi derrotada nas oitavas de final pela espanhola Maria Bernabeu. Dias antes, Sarah Menezes e Rafaela Silva foram eliminadas na estreia das categorias até 48kg e até 57kg, respectivamente. As duas e Mayra Aguiar são as únicas brasileiras medalhistas de ouro em Mundiais ou Olimpíada e, no último grande teste antes do Rio-2016, decepcionaram.

(com Gazeta Press e Estadão Conteúdo)

Publicidade