Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Invasão a vestiário de árbitro rende multa e suspensão a Mourinho – de novo

Treinador português vive o momento mais conturbado de sua carreira e já corre risco de ser demitido do Chelsea, segundo imprensa britânica

A crise no Chelsea e o inferno astral de José Mourinho parecem não ter fim. O treinador português foi punido nesta segunda-feira pela Football Association (FA) por seu destempero na derrota por 2 a 1 para o West Ham, no dia 24. Mourinho foi suspenso por uma partida do Campeonato Inglês e multado em 40.000 libras (cerca de 240.000 reais pela cotação atual).

Na ocasião, o técnico invadiu o vestiário da arbitragem durante o intervalo e foi expulso de campo na etapa complementar. O árbitro presente no duelo em Upton Park era Jonathan Moss, que apresentou a denúncia. “O treinador do Chelsea recebeu uma punição por linguagem e conduta inadequadas com os oficiais nos vestiários durante o intervalo do jogo contra o West Ham United”, diz a nota da Comissão Regulatória da FA.

Leia também:

Mourinho perde a paciência e declara guerra à imprensa

Mourinho perde a cabeça ao ser filmado por garoto na rua

Mourinho não baixa a bola: ‘Primeira fase ruim em 15 anos’

Mourinho a jornalista: ‘Entre no Google antes de fazer pergunta idiota’

No último sábado, após derrota no clássico contra o Liverpool, em Londres, Mourinho desdenhou de diversos jornalistas e disse que não poderia responder às perguntas porque poderia ser punido novamente. Antes, ele já havia sido suspenso por reclamações contra a arbitragem na partida contra o Southampton e ironizou, se dizendo feliz por “ainda não ter que usar tornozeleira eletrônica.”

Atual campeão, o Chelsea ocupa a desagradável 15ª colocação do campeonato. As seguidas confusões envolvendo o treinador – que tiveram início com a demissão da médica Eva Carneiro – colocaram Mourinho na berlinda. A imprensa britânica diz que o dono do clube, Roman Abramovich, cogita demitir o treinador caso o time não se recupere logo. Nesta terça, o meia espanhol Cesc Fàbregas negou os rumores de que os atletas estariam sabotando o trabalho do técnico. Abaixo, a última coletiva de Mourinho, mais irritado do que nunca com as derrotas e sua suspensão.

(da redação)

Member of The Internet Defense League