Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Hamilton vence na Rússia, passa Senna em vitórias e fica a um passo do tri

Tudo conspira a favor do tricampeonato mundial de Lewis Hamilton na Fórmula 1. Em uma corrida cheia de acidentes na manhã deste sábado, o piloto da Mercedes contou com a sorte ou o azar do companheiro de equipe, Nico Rosberg, para vencer o GP da Rússia pelo segundo ano consecutivo e disparar na liderança do Mundial 2015. O britânico, que largou em segundo lugar, assumiu a ponta após o carro do alemão quebrar na sétima volta e, depois disso, só precisou acelerar para garantir a 12ª vitória na temporada e a 42ª da carreira, ultrapassando seu maior ídolo na categoria, o brasileiro Ayrton Senna.

Com o resultado, Hamilton soma 302 pontos e aumenta a diferença para o vice-líder do campeonato – a vantagem que era de 48 passou a ser de 66 pontos. O novo maior perseguidor do britânico é o alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, que terminou a prova em Sochi em segundo lugar, seguido pela surpreendente Force India do mexicano Sergio Pérez, completando o pódio da 15ª etapa do campeonato.

Saindo da 15ª posição do grid de largada, o brasileiro Felipe Massa fez ótima corrida de recuperação e terminou na quarta posição graças ao choque entre os finlandeses Valtteri Bottas, que era terceiro, e Kimi Raikkonen, da Ferrari, na 53ª e última volta. O campeão mundial de 2007 acabou no quinto posto.

Daniil Kvyat, Felipe Nasr, Pastor Maldonado e as McLaren de Fernando Alonso e Jenson Button completaram o grupo dos dez melhores e que somaram pontos em Sochi. A Fórmula 1 volta no dia 25 de outubro, quando acontecerá o GP dos Estados Unidos, no Circuito das Américas. Essa será a 16ª de 20 etapas do Mundial 2015.

(Com Estadão Conteúdo)

Member of The Internet Defense League