Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Gramado é colocado no novo Maracanã

Campo é o que será usado tanto na Copa das Confederações, este ano, como na Copa do Mundo de 2014, diz a Empresa de Obras Públicas do Rio

Depois de quatro dias, foi concluída nesta quarta-feira a colocação do gramado do novo Maracanã. De acordo com a Secretaria Estadual de Obras, foram plantadas 360 placas recortadas de um gramado cultivado desde o ano passado numa fazenda em Saquarema, na Região dos Lagos, e transportadas, em caminhões, até o estádio. A área plantada mede, ao todo, 9 mil metros quadrados.

“Este gramado é o definitivo, o que será usado tanto na Copa das Confederações (este ano) como na Copa do Mundo (em 2014). Ele necessita apenas dos cuidados de manutenção normais, mas é o que existe de melhor para nossas condições”, destaca Ícaro Moreno, presidente da Empresa de Obras Públicas (Emop).

Leia: Maracanã receberá torneio sem nenhum teste de verdade

De acordo com ele, a escolha do tipo de grama para o novo campo do Maracanã foi baseada em estudos prévios feitos por especialistas, que levaram em consideração também o clima da cidade. Moreno ainda salienta que a tecnologia e o maquinário específicos para o sistema de plantio dos rolos de grama são comuns nos melhores estádios europeus, como o Camp Nou, do Barcelona.

O secretário de Obras, Hudson Braga, confirmou a realização do primeiro evento no estádio no dia 27 de abril, com capacidade limitada em 30% do total das 78.838 cadeiras. O segundo “teste”, de acordo com ele, será feito na primeira quinzena de maio, com 50% da capacidade de público, e o terceiro, no dia 2 de junho, com o amistoso entre Brasil e Inglaterra, com toda a estrutura liberada. “Vamos entregar um estádio muito lindo e dos mais modernos do mundo que, certamente, dará muito orgulho a todos os brasileiros”, declarou.

Leia também:

Em reunião esvaziada, Fifa diz confiar em Maracanã 100%

Em balanço do ano, Valcke enfim se diz satisfeito com país

Na reta final, surge o temor sobre os ‘puxadinhos’ da Copa

Como a Copa vai obrigar o país a enfrentar seus problemas

Member of The Internet Defense League