Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Golfista australiano desiste da Rio-2016 por medo de zika

Marc Leishman, número 35 do mundo, citou recentes problemas de saúde da mulher para justificar seu temor ao vírus

O golfista australiano Marc Leishman, número 35 do mundo, desistiu dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro 2016 por temor ao vírus zika e preocupações com a saúde de sua esposa. A companheira de Leishman, Audrey, foi vítima de síndrome do choque tóxico, uma doença por infecção bacteriana, em abril do ano passado, e ainda não se recuperou completamente, explicou o golfista de 32 anos.

“Informei com grande pesar à federação que não poderei representar meu país nos próximos Jogos Olímpicos de Verão no Brasil”, explicou Leishman em comunicado. “Consultamos o médico de Audrey e por causa dos riscos potenciais do vírus zika, ficou mais fácil tomar essa difícil decisão”, completou.

Leia também:

Rio-2016: Contra zika, delegação sul-coreana vestirá uniforme-repelente​

Ex-número 1 do golfe desiste da Rio-2016 por causa do zika vírus

Aldo Rebelo compara zika a terrorismo e diz que Rio-2016 não corre risco

Leishman informou que sua esposa quase morreu em decorrência da doença. “Desde então, Audrey tem estado suscetível a contrair infecções, e seu sistema imunológico está bem longe de uma recuperação de 100%”, contou Leishman. Recentes estudos científicos comprovaram a ligação entre o zika vírus e os crescentes casos de microcefalia.

Leishman é o segundo grande nome do golfe australiano a abrir mão das Olimpíadas do Rio de Janeiro. Antes, Adam Scott, número 7 do mundo, justificou sua ausência há duas semanas dizendo que o calendário esportivo é “muito ocupado na época dos Jogos”.

“Porcaria” de vírus – Em abril, outro importante golfista, Vijay Singh, de Fiji, anunciou que não disputará a Olimpíada por temor ao zika. O atleta de 53 anos, ex-número 1 do mundo no golfe, explicou sua preocupação: “Eu gostaria de jogar a Olimpíada, mas, você sabe, tem o vírus da zika e toda essa porcaria”, disse Singh em entrevista ao site especializado Golf Channel.

Singh avisou o comitê olímpico do seu país que não deseja participar da Rio-2016 e pretende se manter focado no PGA Tour, o principal circuito profissional do golfe. O mês de julho, pouco antes dos Jogos do Rio (5 a 21 de agosto), será especialmente movimentado para os golfistas com o Aberto Britânico e o US Open, dois dos principais eventos da temporada. Os Jogos do Rio marcarão o retorno da modalidade aos Jogos Olímpicos depois de 104 anos.

(com agência Reuters)

Member of The Internet Defense League