Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Gafe na Copa América: goleador uruguaio se confunde e diz que Jamaica é um país africano

Cavani, logo depois, pediu desculpas nas redes sociais

Na ausência de Luis Suárez, suspenso pela Fifa pela mordida em Giorgio Chiellini na Copa, o atacante Edinson Cavani passou a ser a maior estrela da seleção uruguaia que defende o título da Copa América, no Chile. O jogador do Paris Saint-Germain, no entanto, nem esperou sua seleção estrear para já chamar a atenção. Nesta quinta-feira, Cavani provou que faltou nas aulas de geografia ao analisar seu primeiro adversário, a estreante Jamaica.

Leia também:

Copa América: Chile vence Equador na abertura

Valdivia faz sucesso no Chile. Em comercial de mercado

Anfitrião Chile abre Copa América mais badalada de todos os tempos

“Respeitamos a Jamaica como todos os outros que vamos enfrentar. Sabemos que vai ser uma partida complicada porque a parte física das seleções africanas é um pouco superior a das demais.”, disse Cavani em entrevista coletiva. O atacante insistiu na gafe, ao afirmar que a força física é sempre uma das prioridades de equipes da África.

Pouco depois, avisado de que a Jamaica fica, na verdade, na América Central, Cavani usou o Twitter para se desculpar e (tentar) se explicar. “Antes de mais nada quero me desculpar com a Jamaica e sua gente. Em minha mente, fiz uma comparação entre os estilos e características de jogo similares entre sua seleção e as africanas, mas a verdade é que expressei a metade do raciocínio e soou bastante mal. De todas as maneiras, peço desculpas públicas e espero que meu erro seja considerado como humor e não como uma ofensa”.

Atacante uruguaio Cavani pediu desculpas aos jamaicanos pela gafe

Atacante uruguaio Cavani pediu desculpas aos jamaicanos pela gafe (/)

(com agência EFE)

Member of The Internet Defense League