Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Fratus leva o bronze no Mundial de natação na Rússia

Com o melhor resultado de sua carreira, o brasileiro entra na lista de apostas para a Olimpíada de 2016

Na prova mais rápida do Mundial de Natação que acontece em Kazan, na Rússia, o topo do pódio não foi surpresa. Ficou com o atual campeão olímpico, o francês Florent Manaudou, que acrescentou mais uma medalha de ouro a sua coleção de três nos 50 metros livre. A prova reservou ao brasileiro Bruno Fratusa a medalha de bronze, sua primeira em uma competição de peso, com o tempo de 21s55 — apenas três centésimos a mais do que o segundo colocado, o americano Nathan Adrian.

Após uma frustrada quinta colocação na mesma competição há quatro anos e do quarto lugar na Olimpíada de Londres, em 2012, o carioca de 26 anos havia se tornado a grande esperança brasileira depois da lesão de César Cielo, que não competiu. Trata-se do quarto pódio brasileiro consecutivo nesta prova.

Manaudou disparou e, com 21s19, registrou o melhor tempo na modalidade desde a proibição dos super-maiôs, que até 2009 podiam ser usados e faziam aumentar a velocidade dos atletas. Foi uma disputa apertada entre os que vinham atrás do francês. Frates nadou bem e chegou a brigar pela prata, mas na última braçada acabou ultrapassado por Adrian e, por pouco, não perdeu o pódio — o russo Vladimir Morozov ficou um centésimo atrás. A medalha coloca Bruno Fratus entre as apostas de medalha na Olimpíada do Rio de Janeiro, em 2016. Este foi o seu melhor resultado até hoje.

“O plano não era ficar em terceiro. O tempo ficou um pouco a desejar, gostaria de ter nadado mais rápido. Mas acho que está bom. Em uma temporada que a gente vem de um Pan-Americano e fazendo alguns ajustes para o ano que vem, não posso reclamar de um bronze no Campeonato Mundial”, disse o atleta.

O Brasil ganhou quatro medalhas neste Mundial disputado na Rússia. Os condecorados com o ouro foram Thiago Pereira (200m medley), Etiene Medeiros (50m costas) e Nicholas Oliveira (50m borboleta). Essas últimas duas provas, porém, não integram o programa olímpico. Nas maratonas aquáticas, Ana Marcela Cunha foi ouro nos 25 quilômetros e bronze nos 10 quilômetros. Na prova de 5 quilômetros por equipe, Ana Diogo Villarinho e Allan do Carmo levaram a prata.

Member of The Internet Defense League