Clique e assine com 88% de desconto

Fifa abre investigação contra Del Nero

O presidente da CBF é suspeito de estar envolvido no mesmo escândalo de corrupção que prendeu José Maria Marin, em maio

Por Da Redação - 3 dez 2015, 10h44

O Comitê de Ética da Fifa iniciou uma investigação contra o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Marco Polo Del Nero, segundo informou um porta-voz do comitê nesta quinta-feira. Os procedimentos foram abertos em 23 de novembro – Del Nero renunciou seu cargo no Comitê Executivo da Fifa em 26 de novembro, sendo substituído pelo vice-presidente da CBF Fernando Sarney.

O dirigente brasileiro não viaja ao exterior desde o fim de maio, quando voltou da Suíça para o Brasil depois das prisões de dirigentes ligados à Fifa, entre eles o ex-presidente da CBF José Maria Marin, que foi recentemente extraditado aos Estados Unidos e cumpre prisão domiciliar no país. Caso irregularidades sejam confirmadas, Del Nero pode ter que deixar o cargo de presidente da CBF, onde tem mandato previsto até 2019.

Leia também:

CPI pedirá quebra de sigilo de ex-namorada de Del Nero

Continua após a publicidade

Sessão da CPI que votaria quebra de sigilos é adiada

Na mira do FBI, Del Nero se recusa a explicar ausência em viagens

Del Nero é suspeito de ter recebido propina e estar envolvido no mesmo escândalo de corrupção que prendeu Marin e outros dirigentes ligados à entidade máxima do futebol. O cartola está na mira da Justiça americana e, por conta disso, tem evitado deixar o Brasil, com medo de ser preso fora do país e acabar extraditado para os EUA. Del Nero, inclusive, deixou de acompanhar a Seleção Brasileira em amistosos e partidas pelas Eliminatórias Sul-Americanas e, além disso, não compareceu a nehuma reunião do Comitê Executivo da Fifa desde quando os escândalos estouraram.

(Com Reuters e Gazeta Press)

Publicidade