Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Federer quebra jejum contra Nadal e é heptacampeão na Basileia

Tenista suíço venceu seu rival histórico depois de mais de três anos e conquistou seu sétimo título jogando em casa

O tenista suíço Roger Federer festejou a volta a sua cidade natal em grande estilo. Neste domingo, o terceiro colocado do ranking da ATP venceu seu eterno rival Rafael Nadal por 2 sets a 1, com parciais de 6/3, 5/7 e 6/3, e conquistou seu sétimo título do Torneio da Basileia. Apesar de ambos estarem longe de seus melhores momentos, o jogo foi emocionante e terminou com grande festa da torcida suíça. Federer não vencia o espanhol desde março de 2012 e agora diminuiu a diferença no retrospecto histórico para 11 a 23.

Leia também:

Bruno Soares vence torneio na Basileia e ainda sonha com o ATP Finals

Nadal diz que superou problemas físicos, mas sofre com descontrole emocional

Nadal estará no Rio Open pelo terceiro ano seguido

Federer impôs seu ritmo de jogo desde o início. Após salvar um break point, o suíço aplicou a primeira quebra sobre o número 7 da ATP e abriu 3/2 de vantagem. Nadal tentou reagir, mas o suíço voltou a proteger seu saque e quebrou o do espanhol no nono game, fechando a parcial.

O segundo set foi acirrado. A primeira chance de quebra, a favor de Federer, veio no sexto game, mas Nadal salvou o break point e continuou lutando até quebrar o serviço suíço no 11º game, para, em seguida, fechar o set.

A parcial final também teve uma única quebra. No quarto game, Nadal salvou a primeira ameaça de quebra, mas não resistiu à segunda. Federer quebrou o espanhol no oitavo game e ainda perdeu um match point antes de confirmar o serviço e assegurar o sétimo troféu em casa – já havia vencido as edições de 2006, 2007, 2008, 2010, 2011, 2014.

As estatísticas comproraram a superioridade do tenista da Basileia: acertou 12 aces, enquanto Nadal zerou o fundamento, liderou em winners (44 a 21) e cometeu 32 erros, 12 a menos que o espanhol. Além disso, conquistou 75% dos pontos de primeiro serviço e 59% do segundo, enquanto o vice-campeão, que nunca havia chegado à final no piso rápido suíço, anotou 66% e 62%, respectivamente. Na chave de duplas, o campeão foi o brasileiro Bruno Soares ao lado do austríaco Alexander Peya.

(com Gazeta Press)

Member of The Internet Defense League