Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Fazenda bloqueia R$ 188 milhões de Neymar

Atacante é acusado de sonegar impostos de salários de quando atuava no Santos e do adiantamento pago pelo Barcelona para contratá-lo

A Procuradoria da Fazenda Nacional bloqueou 188,8 milhões de reais de Neymar, de sua família e de empresas ligadas a ele, segundo publicou nesta sexta-feira o diário Correio Braziliense. O atacante do Barcelona e da seleção brasileira é acusado de sonegar impostos entre 2011 e 2013, quando atuava pelo Santos e negociava sua ida para a equipe espanhola, de acordo com os autos de infração emitidos pela Receita Federal.

Negada em primeira instância, a retenção dos recursos foi concretizada depois que o desembargador Carlos Muta, do Tribunal Regional Federal (TRF) da 3ª Região, considerou que havia riscos de o atleta “dilapidar o patrimônio e lesar os cofres públicos”. A Fazenda Nacional considerou que houve “dolo, fraude e simulação de operações para tentar enganar o Fisco” e por isso decidiu ampliar a punição.

Justiça suspende acesso de fundo aos documentos da venda de Neymar

Pai de Neymar confirma adiantamento na venda do filho e diz que o Santos lhe deve dinheiro

Justiça espanhola aceita nova denúncia contra Neymar

Segundo a reportagem, o patrimônio de Neymar está avaliado em 242,2 milhões de reais. Como o valor cobrado pela Receita representa mais que 30% deste total, foram bloqueados também bens de seus familiares e de três empresas que comandam (Neymar Sport e Marketing, a N & N Consultoria Esportiva e Empresarial e a N & N Administração de Bens Participações e Investimentos).

Denúncia – Neymar é acusado de driblar o Fisco em negociações envolvendo sua passagem pelo Santos e sua tumultuada transferência para o Barcelona. A Fazenda contesta a forma como o atacante declarava seus salários no Santos. Neymar alega que 90% do valor provinha de direitos de imagem, mas toda essa parcela ia para a conta de uma das empresas de seu pai e, assim, recebia uma tributação menor. A Justiça alega que Neymar deveria pagar os impostos normalmente sobre todos os seus vencimentos.

O caso mais grave se refere à ida de Neymar para a Espanha. A Receita constatou que Neymar recebeu 10 milhões de euros para dar a preferência de venda ao Barcelona, ainda em 2011 – negociação admitida pelo clube e pelo pai do atleta. Os dois são acusados de simular um empréstimo, já que o pagamento foi feito diretamente à empresa do pai do atleta, sem cobrança de juros nem exigências de garantias, quando ele ainda tinha contrato com o Santos. Por este motivo, Neymar também está sendo investigado pela Justiça da Espanha.

(da redação)

Member of The Internet Defense League