Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Falcão cospe em torcedor, seu time perde e é eliminado na Liga Nacional

Carlos Barbosa vence Sorocaba por 3 a 1 na prorrogação e agora espera vencedor de Corinthians e Orlândia para a final

Foi uma partida para Falcão esquecer. O maior jogador de futsal de todos os tempos perdeu o jogo e a compostura na semi-final da Liga Nacional de Futsal. Na prorrogação, quando jogava como goleiro-linha, Falcão foi provocado pela torcida adversária e revidou com uma cusparada na direção de um grupo de torcedores que estava atrás do gol. A torcida então passou a jogar água e objetos no campo. A polícia teve que conter os torcedores.

Sorocaba, a equipe de Falcão, havia vencido o primeiro jogo em casa por 3 a 0 e precisava de um empate no Sul para se classificar para a final. Seria a décima segunda final seguida de Falcão na Liga Nacional. Mas os gaúchos partiram para cima e venceram no tempo normal por 7 a 5. Na prorrogação nova vitória dos gaúchos sobre os sorocabanos por 3 a 1. Agora, o Carlos Barbosa aguarda o resultado do duelo entre Orlândia e Corinthians para saber quem será seu adversário na finalíssima. As equipes empataram por 3 a 3 na primeira partida, realizada em São Paulo. O segundo jogo será realizado nesta segunda-feira, às sete da noite, em Orlândia.

O jogo – Logo no minuto inicial vieram duas finalizações por parte da equipe de Carlos Barbosa. O Sorocaba respondeu, com Flogia armando o contra-ataque. A bola encontrou Fellipe Melo, que deu o toque por cima de Gian e mandou para fora. Os visitantes abriram o placar com seis minutos. Xuxa, em cobrança de falta, rolou a bola para Rodrigo, que balançou as redes do Carlos Barbosa. Os anfitriões apostaram bastante no contra-ataque e esbarraram nas boas defesas de Tiago, que mostrou um rendimento tão bom quanto no primeiro jogo da semifinal.

A seis minutos do intervalo, Murilo empatou para o Carlos Barbosa, de canhota, chegando pela esquerda. O placar terminou em 1 a 1 no primeiro tempo e, apesar de precisar da vitória para levar o confronto para a prorrogação, a torcida gaúcha não deu trégua e seguiu motivando a equipe.

No segundo tempo, a equipe da casa não deu chances aos sorocabanos. Logo no início da etapa, aos dois minutos, Tiago derrubou Bruno na área, e o árbitro assinalou a penalidade máxima. Zico converteu, virando a partida. Em seguida, foram mais dois gols rapidamente marcados. Com cinco minutos, Bruno recebeu de Marlon na entrada da área e só empurrou para dentro. Segundos depois, Gian tocou para Kevin, que se mandou pela esquerda e soltou uma bomba indefensável para Tiago.

Os paulistas não desanimaram. Falcão entrou no jogo como goleiro linha, e o Sorocaba entrou novamente na partida. Fellipe Mello recebeu pela direita e chutou rasteiro, diminuindo assim o placar, aos 10 minutos. No lance seguinte, o próprio Mello rolou a bola para Xuxa, que soltou de primeira e marcou mais um para a equipe visitante.

Aos 12 minutos, o Carlos Barbosa aumentou a vantagem mais uma vez. Com o gol livre, Grillo apenas jogou por cima do goleiro-linha, marcando 5 a 3. Na sequência, Rodrigo recebeu de Fellipe Mello e estufou as redes de Gian. Faltando apenas dois minutos para o fim da partida, Grillo aproveitou cobrança de escanteio para encontrar a defesa do Sorocaba aberta e marcar mais um para os gaúchos. A equipe paulista seguiu na cola, e logo após o retorno do jogo, Betão se livrou da marcação e chutou, encostando novamente no placar. Porém, a apenas 20 segundos do apito final, Rafa fez o sétimo, e a partida foi para a prorrogação.

A prévia do tempo complementar começou quente. Falcão, goleiro-linha, cuspiu na torcida gaúcha, que revidou atirando água no jogador. Aos dois minutos da prorrogação, Pito pegou contra-ataque e chutou no canto de Falcão. Segundos depois, Zico aproveitou a falta de goleiro do Sorocaba, já que Falcão chutou uma bola e sentiu, para ampliar o placar.

Com o craque do time sentindo a lesão, Tatu entrou em quadra, também como goleiro-linha. Aos quatro minutos, Rodrigo pegou desvio de Betão e diminuiu o placar. No retorno da prorrogação, Falcão perdeu grande tiro livre direto, chutando em cima de Gian. Apoiado incondicionalmente pela torcida, o Carlos Barbosa seguiu pressionando. Zico, faltando apenas um minuto para o fim do jogo, aproveitou o gol livre para marcar o terceiro e liquidar a partida, sacramentando a classificação.

Da Redação com Gazeta Press

Member of The Internet Defense League