Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ex-presidente da Lusa culpa ‘vinho forte’ por acusação contra o Fluminense

Ilídio Lico esteve nas Laranjeiras para se desculpar pelas declarações envolvendo o rebaixamento do clube paulista em 2013

O ex-presidente da Portuguesa, Ilídio Lico, surpreendeu os dirigentes do Fluminense nesta terça-feira ao aparecer na sede das Laranjeiras para pedir desculpas pessoalmente por ter associado o nome do clube carioca a um suposto esquema na escalação irregular do meia Héverton, em 2013. O caso culminou no rebaixamento da Portuguesa à Série B do Campeonato Brasileiro e iniciou a crise na equipe que hoje está na Série C. Constrangido, Lico chegou a culpar doses a mais de álcool pelas acusações.

“Pedi desculpas ao Peter Siemsen (presidente do Fluminense). Queria dizer que falei uma bobagem. Não tinha nexo nenhum o que eu falei. Quem errou foi a Portuguesa, a diretoria anterior. O Fluminense aproveitou apenas o regulamento, só isso. Não houve irregularidade do Fluminense”, afirmou o ex-presidente na tarde desta terça-feira.

Leia também:

Sem dinheiro, Portuguesa aluga Canindé para igreja evangélica

Caso Héverton: clubes não deverão ser punidos, diz STJD

Lusa se defende de ‘boatos’, mas cobra seu ex-presidente

“Tinha almoçado, tomei um vinho meio forte. Acho que foi isso. Aí eu falei com uma pessoa e nunca pensei que ela publicaria aquilo. Me deu um branco e eu falei. Agradeço muito o presidente Siemsen por ter me recebido, por ter dito que ia tirar a queixa contra mim”, disse Ilídio Lico, citando o processo que o clube carioca pretendia abrir contra ele.

Em junho Lico chegou a dizer que a escalação irregular de Héverton havia sido premeditada com suposto pagamento de propina por parte da Unimed, antiga parceira do Fluminense. A fonte do ex-dirigente seria um senador, cujo nome ele não citou. Dias após, Ilídio Lico afirmou que havia sido “mal interpretado”.

Com a perda de quatro pontos pela escalação irregular do meia Héverton, que estava suspenso, a Portuguesa caiu para a 17ª posição do Brasileirão de 2013, com 44 pontos. Assim, o Fluminense (46 pontos) saiu da zona de rebaixamento e permaneceu na Série A. O Flamengo também perdeu quatro pontos por escalar irregularmente André Santos, mas continuou na elite, à frente da Lusa.

Héverton, da Portuguesa, em jogo contra o Corinthians no Pacaembu

Héverton, da Portuguesa, em jogo contra o Corinthians no Pacaembu (/)

(com Estadão Conteúdo)

Member of The Internet Defense League