Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Eliminatórias: Uruguai, Chile e Equador mantêm 100% de aproveitamento

Seleção uruguaia venceu a Colômbia por 3 a 0 e lidera pelo saldo de gols. Em Lima, Chile venceu o Peru por 4 a 3 em um grande jogo

Chile, Uruguai e Equador mantiveram 100% de aproveitamento em duas rodadas nesta terça-feira e lideram as Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia. O campeão continental Chile confirmou a boa fase e venceu o Peru por 4 a 3, em um grande jogo em Lima. O Uruguai também impressionou ao fazer 3 a 0 na forte Colômbia, em Montevidéu. E o surpreendente Equador, que já havia batido a Argentina em Buenos Aires na estreia, venceu a Bolívia por 2 a 0, em Quito.

Leia também:

Dunga dá nota 8.5 para seleção em Fortaleza e já pensa na Argentina

Seleção afasta crise com vitória sobre a Venezuela em Fortaleza

Daniel Alves acha que seleção ‘paga o pato’ por crise no Brasil

Por outro lado, a Argentina, desfalcada do lesionado Lionel Messi, segue sem vencer: empatou em 0 a 0 com o Paraguai, em Assunção. Com seis pontos, Uruguai, Equador e Chile dividem a liderança, mas os uruguaios levam vantagem pelo saldo de gols. O Paraguai (4º) vem logo atrás com quatro pontos, na frente de Brasil (5º) e Colômbia (6º), ambos com três. A Argentina tem apenas um, enquanto Bolívia e o Peru seguem zerados.

Goleadas – Em uma rodada de muitos gols, Uruguai e Chile impressionaram. No Estádio Centenário de Montevidéu, mesmo sem poder contar com suas duas principais estrelas, os atacantes Edinson Cavani e Luis Suárez, ambos suspensos, a seleção uruguaia mostrou força diante da Colômbia. O zagueiro Diego Godín, de cabeça, fez o primeiro. No segundo tempo, Nicolás Lodeiro lançou Diego Rolán, que encobriu o goleiro David Ospina com um belo toque. Já no fim, Abel Hernández arrancou pela direita e, mesmo com pouco ângulo, chutou forte para selar a vitória da “Celeste”.

Em Lima, o Peru foi prejudicado pela expulsão de Christian Cueva, que perdeu a cabeça aos 23 minutos do primeiro tempo ao acertar uma bolada no rosto do ex-palmeirense Jorge Valdívia. Ainda assim, o time anfitrião fez jogo duro e conseguiu marcar três vezes, com seus principais atacantes – dois de Jefferson Farfán e um de Paolo Guerrero, do Flamengo. O Chile, no entanto, mostrou sua força na partida e venceu com dois gols de Alexis Sánchez e dois de Eduardo Vargas.

(com AFP)

Member of The Internet Defense League