Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Edílson desiste da aposentadoria aos 45 anos e jogará na 4ª divisão do Paulista

Pentacampeão mundial defenderá o Taboão da Serra em 2016

Os campeonatos estaduais seguem sendo um refúgio de “ex-aposentados”. O último jogador a desistir do fim de carreira é o atacante Edílson, campeão mundial com a seleção brasileira em 2002. Aos 45 anos, ele jogará a Série B1 (equivalente à quarta divisão do Campeonato Paulista) de 2016 pelo Taboão da Serra. Edílson não atua profissionalmente desde 2011, mas apareceu bastante nos cadernos policiais nos últimos anos: chegou a ser preso por não pagar pensão alimentícia e está sendo investigado na Operação Desventura da Ministério Público Federal por suspeita de participação no esquema que desviou 60 milhões de reais em loterias da Caixa Econômica Federal.

“Ele chega não apenas com a missão de fazer muitos gols no Campeonato Paulista, mas também de servir como exemplo aos nossos atletas e todos os garotos e garotas taboanenses que tem o sonho de fazer do esporte sua profissão”, disse Anderson Nobrega, presidente do Clube Atlético Taboão da Serra (CATS), em suas redes sociais. Em 2015, o clube já havia investido nos gols de outro veterano: Viola, de 46 anos. O campeão do mundo com a seleção em 1994 marcou nove gols no torneio, mas não conseguiu levar o time à terceira divisão.

Edílson conquistou títulos importantes na carreira, incluindo o pentacampeoanato com a seleção brasileira em 2002, o Brasileirão em 1998 e 1999 e o Mundial de Clubes de 2000 pelo Corinthians, e o Brasileirão de 1993 pelo Palmeiras. Edílson, que segue sendo invstigado na Operação Desventura, foi preso em 2014 por não pagar pensão alimentícia, mas foi liberado dois dias depois ao quitar a dívida de 102.000 reais.

(Da redação)

Member of The Internet Defense League