Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

“É um absurdo”, diz Djokovic sobre acusação de entrega de partida em 2007

O jornal italiano Tuttosport divulgou que o atual número 1 do mundo está sendo investigado por ter entregado uma partida no Masters 1000 de Paris contra o francês Fabrice Santoro

Em meio ao escândalo de manipulação de resultados no tênis deflagrado pela BBC e pelo site BuzzFeed na segunda-feira, o número 1 do mundo Novak Djokovic foi alvo de uma denúncia do jornal italiano Tuttosport nesta quarta-feira. O diário diz que o sérvio estaria sendo investigado porque teria entregado uma partida em troca de dinheiro contra o francês Fabrice Santoro, no Masters 1000 de Paris, em 2007. Djoko, na época 3º no ranking mundial, perdeu o confronto por 2 sets a 0.

Após vencer o francês Quentin Halys por 3 sets a 0 na segunda rodada do Aberto da Austrália nesta quarta-feira, Djokovic se defendeu. “Não é verdade. O que há para dizer? Eu perdi aquela partida. Qualquer um pode criar uma história. Simplesmente, acho isso um absurdo”, afirmou em entrevista coletiva o sérvio de 28 anos, que disse na segunda-feira já ter tido uma oferta de 200.000 dólares (800.000 reais) para perder uma partida. .

A reportagem do Tuttosport afirma que Djokovic está entre os tenistas investigados pelo Ministério Público de Cremona, na Itália, mesmo órgão que investigou o escândalo no futebol italiano que rebaixou a Juventus e outros times do país para a segunda divisão do campeonato nacional. “Não há nenhuma prova, é só especulação. Uma parte da mídia está só tentando criar uma história a partir de nenhuma prova”, concluiu Djokovic.

Escândalo – Os primeiros dias do Aberto da Austrália foram voltados para fatores externos às quadras por um relatório revelado pela BBC e pelo site BuzzFeed News, segundo o qual 16 jogadores entre os top 50 foram indicados como suspeitos de manipular jogos.​

Leia também:

Escândalo no tênis: atletas espanhóis relatam ameaças de apostadores

Feijão: premiação baixa do tênis pode incentivar manipulação

(Da redação)

Member of The Internet Defense League