Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dunga justifica opção por Ricardo Oliveira e diz que ‘choro’ pesou contra Pato

Treinador da seleção brasileira afirmou que atacante do São Paulo demonstrou descontrole emocional ao não ser convocado

O técnico Dunga justificou nesta segunda-feira a convocação de Ricardo Oliveira, do Santos, artilheiro do Brasileirão aos 35 anos, para a seleção brasileira e explicou por que optou por não levar Alexandre Pato, do São Paulo, que também vive bom momento e é nove anos mais jovem. O treinador da seleção disse que a questão emocional pesou na decisão e disse ter ficado decepcionado ao ouvir do treinador do São Paulo, Juan Carlos Osorio, que Pato caiu de rendimento por ter ficado chateado com a ausência na lista de convocados.

“O passado do Pato na Europa não tem influência. Todo mundo tem a segunda chance de melhorar. Só que o torcedor é muito do clube. A gente está falando da questão emocional. Ele chorou porque não foi convocado, ai já não teve o mesmo rendimento no mesmo dia. O treinador já veio falar que ele ficou abalado e por isso não teve o mesmo rendimento. O lado emocional importa muito e isso tudo é informação para a gente”, afirmou Dunga ao programa Bem, Amigos!, do canal SporTV.

Leia também:

Fifa deve impedir Rafinha de atuar pela Alemanha; jogador nega interesse

‘Seleção não é lugar para religião’, avisa Dunga sobre culto no hotel

Dunga convoca seleção com 3 jogadores do Corinthians

Globo terá de sacrificar ‘JN’ e novela por seleção – sem Neymar

No dia 17 de setembro, quando Dunga anunciou a lista de convocados para os dois primeiros jogos da seleção brasileira nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, Ricardo Oliveira e Alexandre Pato não estavam na lista. Horas depois, à noite, o atacante teve atuação apagada no empate sem gols entre São Paulo e Chapecoense, no Morumbi. Na ocasião, Osorio disse que viu o atacante abalado em campo – mas não falou em “choro”. Dias depois, Roberto Firmino foi cortado e Dunga optou por levar o veterano.

Segundo Dunga, a idade avançada de Ricardo Oliveira e sua chance reduzida de ir à Copa de 2018 (terá 38 anos) não pesaram contra o artilheiro do Santos. “Vamos pensar no rendimento: O Ricardo Oliveira é o goleador do Campeonato Brasileiro, fez gols de direita, de esquerda, de fora da área, dentro da área, dentro de casa, fora de casa…o Ricardo Oliveira joga nessa posição de área que nós precisávamos”.

Ainda sobre o tema, Dunga não perdeu a chance de dar uma alfinetada nos jornalistas presentes ao falar sobre a boa fase do atacante Douglas Costa, do Bayern de Munique, que foi convocado para a Copa América quando atuava no Shakhtar Donetsk, da Ucrânia. “O Pato joga muito mais pela ponta, onde a gente já tem o Douglas Costa. Aliás, quando convoquei o Douglas Costa, ele não era bom. Depois ficou bom quando foi para o Bayern”, ironizou.

O jogador Ricardo Oliveira comemora gol do Santos durante a partida entre Corinthians SP e Santos SP válida pela Copa do Brasil 2015 no Estádio Arena Corinthians em São Paulo (SP), nesta quarta-feira (26)

O jogador Ricardo Oliveira comemora gol do Santos durante a partida entre Corinthians SP e Santos SP válida pela Copa do Brasil 2015 no Estádio Arena Corinthians em São Paulo (SP), nesta quarta-feira (26) (/)

(com Gazeta Press)

Member of The Internet Defense League