Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dunga elogia desempenho, apesar da magra vitória contra a Costa Rica

Técnico da seleção elogia os novatos e a atuação do veterano Kaká; na terça-feira, amistoso será contra os EUA

O técnico da seleção brasileira avaliou como positiva a vitória do Brasil contra a Costa Rica por 1 a 0, neste sábado, em Nova Jersey, nos Estados Unidos. Para Dunga, os jogadores tiveram bom desempenho dentro de campo, apesar do placar magro.

“Foi bom. Todos os jogadores que estrearam foram bem. O Lucas (Lima), o Rafinha. O Kaká não estava estreando, mas voltando, e foi bem. O Hulk foi bem, o Danilo voltou de lesão. Todos foram bem”, disse o treinador na coletiva após o duelo. Dunga cobra agora um aumento de rendimento da equipe.

“Agora, temos que melhorar. É normal, depois de só três ou quatro dias de treinamento, que você não consiga manter durante os 90 minutos o que gostaria. Você alterna a produção em alguns momentos. Temos que ir melhorando aos poucos”, ressaltou o treinador.

Como não poderá contar com Neymar nas primeiras partidas das Eliminatórias da Copa do Mundo da Rússia, em 2018, o técnico preferiu colocar o jogador do Barcelona apenas nos 12 minutos finais. Na coletiva, ele sugeriu que Neymar deverá atuar por mais tempo na partida de terça-feira, em Boston, diante dos Estados Unidos.

“A nossa ideia é utilizá-lo por mais tempo. Temos que dar nova oportunidade a alguns jogadores. Solidificar a forma de jogar da equipe, buscar alguns aspectos que temos feito em treinos. Temos que nos preparar para os dois jogos das Eliminatórias e pensar também no futuro, porque poderemos contar com o Neymar”, salientou Dunga.

Com a falta de um jogador mais experiente nas últimas convocações, o treinador fez questão de destacar a função do veterano Kaká na partida deste sábado.

“Mudamos um pouco a forma na etapa final, sem um centroavante. O Kaká tinha jogado desse jeito e, até pelo histórico, faz com que o time tenha uma personalidade fora. O adversário fica mais atento. Ele tem uma boa leitura, sabe se posicionar e conhece as características dos companheiros”, avaliou o gaúcho.

O técnico ainda falou sobre o aproveitamento de cada um dos 24 atletas convocados para os amistosos nos Estados Unidos.

“Certo não tem ninguém. Todos precisam aproveitar a oportunidade. Kaká entrou bem, Rafael entrou bem. Todos entraram e fizerem o que pedimos”, completou Dunga.

Os primeiros compromissos do Brasil nas eliminatórias para Copa de 2018 estão marcados para o dia 8 de outubro, contra o Chile, em Santiago, e diante da Venezuela, no dia 13, em Fortaleza.

(Com Estadão Conteúdo)

Member of The Internet Defense League