Clique e assine com 88% de desconto

Djokovic massacra Nadal e ganha o Aberto da Austrália pela sétima vez

Foi o 15º título de Grand Slam conquistado pelo tenista sérvio em sua carreira. O maior vencedor continua sendo Roger Federer, com 20 troféus.

Por - 27 jan 2019, 10h37

O sérvio Novak Djokovic conquistou o Aberto da Austrália, neste domingo (27), ao derrotar o espanhol Rafael Nadal, por 3 sets a 0, com parciais de 6/3, 6/2 e 6/3, em 2h04min de jogo. Foi a sétima final de Djokovic no primeiro Grand Slam do ano e o sétimo título do atual primeiro colocado do ranking mundial. Ele ganhou um prêmio de US$ 2,94 milhões (R$ 11,1 milhões).

Em 86 jogos disputados no Melbourne Park, Djokovic foi campeão em 2008, 2011, 2012, 2013, 2015, 2016 e 2019. O tenista, de 31 anos, somou a terceira conquista de Grand Slam seguida, pois venceu em Wimbledon e no US Open no ano passado.

Esse também é o 15º título de Grand Slam na carreira de Djokovic, superando o americano Pete Sampras. Ele só fica atrás do suíço Roger Federer, dono de 20 títulos, e de Nadal, que soma 17. O espanhol jamais havia perdido uma final de Grand Slam por 3 a 0. Aos 32 anos, ele soma quatro vice-campeonatos na Austrália.

Desconcentrado e cometendo vários erros, Nadal não foi o adversário esperado para Djokovic nos dois primeiros sets. O sérvio abriu 2 a 0 com facilidade, ao marcar 6/3 e 6/2. Ele fechou a segunda série com três aces seguidos.

Continua após a publicidade

No terceiro set, o espanhol foi para o tudo ou nada, passou a sacar melhor e exigiu mais do rival. A torcida apoiou Nadal na expectativa de que a disputa não acabasse rapidamente, mas ele teve o saque quebrado e viu o sérvio fazer 2 a 1.

No sexto game, Nadal teve a chance de reequilibrar o set, mas Djokovic salvou o break point. Ambos confirmaram o serviço até o nono game, quando o sérvio forçou muito na devolução e conseguiu nova quebra para fechar o jogo e ganhar o torneio.

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade