Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Djokovic é campeão em Miami e supera marcas de Federer, Nadal e Becker

Sérvio se torna o tenista que mais ganhou dinheiro de premiação na história

O tenista sérvio Novak Djokovic derrotou neste domingo o japonês Kei Nishikori por 2 sets a 0, com um duplo 6/3, e conquistou o título do Masters 1000 de Miami, nos Estados Unidos. Assim como a bielo-russa Victoria Azarenka, o número 1 do mundo fez a dobradinha nos Masters 1000 em solo americano (Miami e Indian Wells).

Com a conquista na Flórida, Djokovic colecionou mais três marcas expressivas na carreira. Foi o seu 28º título em torneios de nível Masters 1000, que estão abaixo apenas dos quatro torneios de Grand Slam (Aberto da Austrália, Roland Garros, Wimbledon e Aberto dos Estados Unidos) e do Masters que tradicionalmente encerra a temporada apenas com os melhores do ano. Djokovic agora tem um troféu a mais do que o espanhol Rafael Nadal, que não é campeão de um torneio dessa série há quase dois anos. Nadal, por sua vez, era o tenista com mais títulos em Masters 1000 desde 2010, quando desbancou o então recordista Andre Agassi.

Foi a 11ª final consecutiva de Djokovic em torneios de Masters 1000, outro recorde. Desde o fim de 2014 ele é ao menos vice-campeão em tais competições.

Outro recorde que Djokovic agora passa a deter é o de premiação em competições. Com a taça em Miami, o sérvio, que tem 28 anos, ganhou mais 1,028 milhão de dólares e chegou ao montante acumulado na carreira de 98,2 milhões de dólares. Federer, 34 anos, tem 97,9 milhões de dólares em sua carreira.

Ao derrotar Nishikori (o número 6 do mundo) na final, o sérvio chegou a 714 vitórias na carreira e se tornou o 11º tenista nessa lista, superando o alemão Boris Becker, que é o seu atual treinador. Entre os jogadores em atividade, ele ainda é superado por Federer (1067) e Nadal (779 vitórias). O líder é o americano Jimmy Connors (1257).

Questionado depois da partida sobre qual marca era a mais importante, o sérvio respondeu: “As vitórias de Boris (Becker), de longe. É o mais importante”.

Em 2016, o número 1 do mundo só perdeu um jogo. Djokovic desistiu do confronto contra o espanhol Feliciano Lopes nas quartas de final do Torneio do Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, em fevereiro, alegando dores musculares. São 29 jogos no ano, com 28 vitórias e quatro títulos: Doha, Aberto da Austrália, Indian Wells e Miami.

Member of The Internet Defense League