Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Djokovic diz que os homens merecem maior premiação do que as mulheres

O sérvio, número 1 do mundo, declarou que os torneios masculinos têm maior visibilidade e por isso acredita que os homens devem ganhar mais

A disparidade entre a premiação masculina e feminina ganhou novos contornos neste domingo após o término de um dos maiores torneios do tênis mundial, o Masters 1000 de Indian Wells, na Califórnia, nos Estados Unidos. Em entrevista coletiva no domingo à noite, o campeão da chave masculina, Novak Djokovic, endossou o discurso do CEO do de Indian Wells, Raymond Moore, e afirmou a jornalistas que os homens merecem ganhar mais do que as mulheres no mundo do tênis.

O sérvio, número 1 do mundo, disse que respeita as mulheres – inclusive foi treinado no começo da carreira pela compatriota Jelena Gencic – mas entende que o principal motivo da maior premiação aos homens está na visibilidade, portanto, no ganho com patrocinadores: “É uma situação delicada. Eu aplaudo as mulheres, digo isso honestamente. Lutaram pelo que merecem e conseguiram. Por outro lado, o mundo da ATP deveria lutar por mais (dinheiro) porque as estatísticas mostram que temos muitos mais espectadores nos jogos de homens. Essa é uma das razões pelas quais penso que deveríamos ganhar mais”, argumentou o melhor tenista do mundo.

Antes, Raymond Moore, organizador de Indian Wells, havia iniciado o assunto de forma expressiva e contundente na entrevista coletiva com uma frase que causou repulsa em algumas atletas que participaram da competição. Quando questionado se a Associação das Tenistas Profissionais (WTA, na sigla em inglês) deveria ampliar o nível do torneio, o ex-tenista sul-africano respondeu em ironia ao tênis feminino: “Na minha próxima vida, quando eu voltar, eu quero ser alguém na WTA, porque eles vivem na aba dos homens. Eles não tomam qualquer decisão e são sortudos. Se eu fosse uma jogadora mulher, eu ficaria de joelhos todas as noites para agradecer a Deus que Roger Federer e Rafael Nadal tenham nascido, porque eles tiveram caridade com esse esporte”, disse.

“Essas observações são um grande erro e muito, muito, muito imprecisas”, rebateu Serena Williams. “Obviamente eu não acho que qualquer mulher deva ficar de joelhos para agradecer a ninguém”, disse a tenista número 1 do ranking mundial feminino, que acabou perdendo na final de Indian Wells para a bielorrussa Victoria Azarenka.

A americana ainda disse que as declarações de Moore são um desserviço a Billie Jean King, uma das cofundadoras do Circuito da WTA, às jogadoras mulheres e a “cada mulher neste planeta que já tentou ficar em pé pelo que acredita e ser orgulhosa de ser mulher”. Indignada, Jean King chegou a postar no Twitter sobre as declarações do CEO de Indian Wells: “Ele está errado em muitos níveis. Cada jogadora, especialmente as jogadoras top, contribuíram para o nosso sucesso”.

Moore soltou um comunicado oficial no site oficial do torneio com um pedido de desculpas. “Eu fiz comentários acerca da WTA que foram de mau gosto e errôneos. Eu realmente sinto muito por isso e peço desculpas a todas as jogadoras e à WTA como um todo. Tivemos uma final feminina que reflete a força das jogadoras, especialmente Serena e Victoria, e toda a WTA. Mais uma vez, eu realmente sinto muito pelas minhas observações”, afirmou.

Leia também:

Escândalo no tênis: atletas espanhóis relatam ameaças de apostadores

Feijão: premiação baixa do tênis pode incentivar manipulação

(Com Estadão Conteúdo)

Member of The Internet Defense League