Clique e assine com 88% de desconto

Disputa do tênis na Rio-2016 não terá mais ‘set longo’

Atualmente, o último set da partida só acaba quando um tenista abre dois games de vantagem.

Por Da Redação - 8 abr 2016, 13h19

A Federação Internacional de Tênis (ITF, na sigla em inglês) publicou os detalhes do regulamento do torneio de tênis dos Jogos Olímpicos do Rio. A principal novidade é o fim do chamado “set longo”, regra dos principais torneios de tênis que determina que o último set da partida só acabe quando um tenista abrir dois games de vantagem. Na competição, portanto, o tie-break será adotado também no último set, caso o jogo chegue a 6 a 6 em games.

O exemplo mais recente do “set longo” em Olimpíada foi em Londres, em 2012, quando o suíço Roger Federer e o argentino Juan Martin del Potro travaram uma batalha na semifinal, cujo último set acabou com a parcial de 19/17 para o ex-número 1 do mundo. Como de costume nos Jogos Olímpicos, todas as partidas da competição serão em melhor de três sets, com exceção da final masculina, jogada em melhor de cinco.

O período de classificação para os Jogos se encerra em 6 de junho, quando serão divulgados os rankings da ATP (masculino) e da WTA (feminino). Os 56 melhores do ranking, tanto no masculino quanto no feminino, se classificarão automaticamente para os Jogos no Rio. Cada país tem um limite de seis jogadores para cada gênero, sendo quatro atletas para a chave de simples, restando dois para revezar com as chaves de duplas regulares e mistas.

O país-sede, no caso o Brasil, tem direito a uma vaga no masculino e no feminino. Por enquanto, o melhor brasileiro entre os homens no ranking mundial, Thomaz Bellucci (37º colocado), entraria nas Olimpíadas pelo ranking, deixando a vaga para o país-sede em aberto a outro tenista. Já na chave de simples feminina, Teliana Pereira também estaria classificada pelo ranking, já que hoje ela ocupa a 49ª posição.

Continua após a publicidade

Leia também:

Rio-2016: Djokovic diz que Olimpíada será prioridade

Número 1, Marcelo Melo mira ouro na Rio-2016: “É um sonho”

Rio-2016: quadra de tênis é batizada em homenagem a Maria Esther Bueno

Continua após a publicidade

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade