Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Diretora do COB pede demissão após forjar participação olímpica para aparecer em livro

Christiane Paquelet, que foi nadadora profissional, mas nunca foi a uma Olimpíada, mentiu para estar no livro da pesquisadora Katia Rubio.

Christiane Paquelet deixou o cargo de diretora cultural do Comitê Olímpico do Brasil (COB) nesta quinta-feira, por causa da confusão envolvendo seu depoimento no livro Atletas Olímpicos Brasileiros, da pesquisadora Katia Rubio. A dirigente havia declarado, inclusive apresentando detalhes, que participou dos Jogos Olímpicos de Munique, em 1972. A informação, no entanto, era falsa e Paquelet, que foi nadadora profissional, pediu demissão após confirmar que tudo não passou de invenção.

O depoimento de Christiane foi dado à equipe de Katia Rubio, pesquisadora da Escola de Educação Física e Esporte da USP, em gravação de vídeo. A ex-nadadora contou que foi à Alemanha, mas não competiu porque sofreu uma lesão em um treino. No entanto, Christiane jamais pisou na vila olímpica de 1972. A obra lançada em setembro conta a história de 1.796 pessoas que representaram o Brasil nos Jogos Olímpicos. Quem alertou Katia Rubio sobre as declarações falsas de Christiane foram os atletas que de fato estiveram na delegação brasileira dos Jogos de Munique.

O livro já havia sido publicado e Katia revelou a história, sem citar nomes, ao blog de Daniel Brito, do portal Uol, na segunda-feira. Um dia depois, o jornalista Juca Kfouri, também em seu blog, revelou a identidade de Christiane Paquelet. Nesta quinta, o COB confirmou que a agora ex-dirigente forjou a história e pediu demissão. “Christiane Paquelet admite que não compareceu aos Jogos Olímpicos de Munique 1972, não sendo, portanto, atleta olímpica e, por esse motivo, já apresentou suas desculpas à Professora Katia Rubio. Por iniciativa própria, ela deixou o cargo de Diretora Cultural, não tendo mais, a partir de hoje, vínculo com o COB”, informou o comitê, por meio de nota.

Leia também:

Custo da Olimpíada do Rio sobe e chega a R$ 38,67 bilhões

Ingressos para a Rio-2016: a partir de outubro, leva quem for mais rápido

Rio-2016: Brasil deve ter mais de 400 atletas e mira Top 10 no quadro de medal

Perdão – Katia Rubio revelou que Christiane Paquelet ligou para se desculpar e lamentar o ocorrido. “Ela me ligou pedindo desculpas. Teve essa nobreza, disse que não queria prejudicar o trabalho. Eu até posso entender o que leva um atleta a criar essa história, essa situação. É uma pena que tenha custado tão caro a ela esse desejo”, afirmou a professora da USP, lamentando que a mentira tenha causado sua demissão.

Segundo Katia, que é formada em psicologia, a criação de Paquelet é chamada de falsa memória. “Não gosto de chamar de mentira. É uma falsa memória porque é algo que não é compartilhado pelos outros protagonistas. A gente teve dois casos disso no livro, que foram uma criação. Fico imaginando o que é para um atleta que ganha medalha no Pan, que o que mais quer na vida é ir para os Jogos Olímpicos. O desejo é tão forte que leva a criar a falsa memória. Com o tempo, a história ganha detalhes e falsos contornos”, explicou.

A pesquisadora conta que teve uma conversa tranquila com Christiane e que não esperava tanta repercussão no caso. “Outros atletas fizeram isso com a gente, mas não publicamos porque conseguimos checar e conter. Eu consigo entender a atitude do ponto de vista da minha condição de psicóloga, e sei que não cabe a mim julgar. Meu trabalho não é para ser uma Santa Inquisição, mas aí me vejo no meio de um tormento. Fiquei muito chateada com tudo isso”.

Além do caso da ex-diretora do COB, Katia também quase se deparou com outro erro, quando um ex-atleta de boxe se fingiu passar por outro que esteve na Olimpíada de Atlanta. “Ele contou de forma convincente a história, mas depois, na hora de assinar o contrato, colocou seu nome verdadeiro. Foi aí que percebemos que ele não era quem imaginávamos ser”.

Ela pretende no futuro ter uma edição revisada, sem os erros cometidos por má fé de quem se apresentou como atleta, e com os novos atletas que não estão no trabalho e que vão participar dos Jogos Olímpicos de 2016. Em outubro, Katia Rubio participou do Papo de Esporte de TVeja e contou detalhes da obra Atletas Olímpicos Brasileiros.

(Com Estadão Conteúdo)

Member of The Internet Defense League