Clique e assine com 88% de desconto

Desfigurado, Weidman desabafa: ‘Uma derrota que eu precisava e merecia’

Nocauteado por Luke Rockhold, ex-campeão dos pesos-médios falou sobre a sensação de ter sido derrotado pela primeira vez na carreira

Por Da Redação - 15 dez 2015, 15h13

A derrota de Chris Weidman no UFC 194 não foi tão rápida quanto a do brasileiro José Aldo, mas foi, certamente, mais dolorosa. O histórico algoz de Anderson Silva perdeu a invencibilidade na carreira e o cinturão dos pesos-médios do UFC para o compatriota Luke Rockhold com um nocaute arrasador no terceiro round. Nesta terça-feira, Weidman, ainda com as marcas da derrota no rosto, parabenizou Rockhold pelo título e disse que “precisava” passar por isso.

Leia também:

José Aldo despenca no ranking do UFC; Werdum é o melhor brasileiro

Aldo quer revanche e McGregor topa – mas UFC dificulta

Continua após a publicidade

Reis do UFC são destronados em 2015

“Vou me lembrar deste momento para sempre. Ele já me mudou para melhor. A motivação que tenho dentro de mim nunca foi tão forte. Eu não me senti eu mesmo ali por vários motivos, mas era uma derrota que eu precisava e merecia”, afirmou Weidman em sua conta no Instagram.

“Voltarei e serei campeão novamente. Quero apenas que as pessoas saibam que eu estou bem. Sou abençoado com uma família incrível, com amigos, equipe e fãs. Obrigado a todos pelo apoio. Isso significa muito, agora mais do que nunca”, finalizou. Com a primeira derrota na carreira, Weidman despencou no ranking do UFC: caiu da 3ª para a 11ª colocação.

(Da redação)

Publicidade